Loading ...
Sorry, an error occurred while loading the content.

Ficando claro.....a respeito da dúv ida cruel !!

Expand Messages
  • Edson Barbosa
    Em primeiríssimo lugar gostaria de agradecer a todos irmãos Javaneses pela ajuda da minha Dúvida cruel , bom estou enviando um .doc com alguns comentários
    Message 1 of 1 , May 13, 2002
    • 0 Attachment
      Em primeiríssimo lugar gostaria de agradecer a todos irmãos Javaneses pela
      ajuda da minha "Dúvida cruel", bom estou enviando um .doc com alguns
      comentários a favor do cenário 1 e do cenário 2 e um desenho puramente
      ilustrativo, não estou usando UML até pq não tenho nada definido.
      Faltou com certeza maiores detalhes sobre a aplicação.
      Estou enviando algumas considerações sobre essa "sopa de letrinha".

      Cenário da aplicação :

      Aplicação NÃO SERÁ DISTRIBUIDA ela irá se comunicar com outro módulo q
      estará, com certeza na mesma máquina.
      Esse módulo irá solicitar, através de parâmetros, a minha aplicação uma
      resposta pesquisada em arquivos xml.
      Basicamente é isso !!!

      ---> Então o Pq de NÃO usar uma arquitetura em Socket / RMI / CORBA ?

      - Essa aplicação deve ser multithread, aí "esbarramos" no problema dos
      threads serem DEPENDENTES de plataforma o q me obrigaria escrever um código,
      no tocante do thread, específico para Rwindows ou para Unix(Linux), já
      começaria mal o projeto.

      - Deveria escrever um "CLIENTE" para colocar do lado do outro módulo q vai
      chamar a minha aplicação, problema grave neste tópico, o outro módulo vai
      ser escrito em VB/ASP e como minha aplicação vai estar em JAVA, claro,
      seguindo Socket / RMI / CORBA a "coisa" deve começar a ficar enrolada além
      da tal "colcha-de-retalhos".

      - Até onde sei Socket / RMI / CORBA são arquiteturas poderosas, bonitas, e
      totalmente indicada em aplicações DISTRIBUIDAS(Não é o meu caso)


      ---> Pq usar uma arquitetura Servlet ?

      - Ela já é "batizada" como multithread, a própria API / Container onde vou
      rodar meu Servlet se encarrega de "dar o seu jeito" nos ambientes Rwindows e
      Unix, com isso nem me preocupo com problemas de round-robin / preempção dos
      ambientes, só aí ganho em performace e portabilidade.

      - Eu faria uma camada "HTTP" caso o outro módulo fosse escrito em VB/ASP,
      nesse caso a performace iria cair, concordo, mas essa queda não seria tão
      abrupta comparando-se ao esforço para adaptar uma aplicação Java feita com
      Socket/RMI/CORBA para um módulo feito em VB/ASP, pelo menos teria um módulo
      "portável"

      - Teria a facilidade/velocidade de construir um Servlet q teria
      classes(Beans, não confundir com EJB) q seriam especialistas em pesquizar em
      diversas fontes de dados, ex: Conteúdo XML, SOAP, BD. E o Servlet APENAS
      faria a comunicação(bate-papo) com o módulo escrito em linguagens da
      MicroBomba !!!


      <<A favor e contra Servlet e Socket.doc>>




      Edson CARVAlho

      > O/
      > /|
      > / \ Inté !
      >
      >
    Your message has been successfully submitted and would be delivered to recipients shortly.