Loading ...
Sorry, an error occurred while loading the content.

Re: [riojug] Re: [off-topic] aos autônomos e ex-aut ônomos

Expand Messages
  • Vinicius Ribeiro da Silva
    Marco, Eu nunca procurei saber o motivo de não aceitarem notas de empresas optantes pelo SIMPLES. O Bruno me enviou um email dizendo que o problema é emitir
    Message 1 of 34 , Aug 12, 2010
    • 0 Attachment
      Marco,
       
      Eu nunca procurei saber o motivo de não aceitarem notas de empresas optantes pelo SIMPLES.
      O Bruno me enviou um email dizendo que o problema é emitir nota para empresas do mesmo ramo que a sua. Você só pode emitir para empresas de outros ramos.
      Acho que pode ser o motivo.
      Na lista existem mais pessoas que trabalham como PJ. Alguém pode ajudar a esclarecer.
       
      Vinicius
       

       



       
      Em 12 de agosto de 2010 11:46, <marcoduarte@...> escreveu:

      Vinicius,

      Não entendi o porquê de empresas contratantes não aceitar empresas ingressadas no Simples Nacional. Não conheço nenhuma restrição ou prejuízo para quem contrata. Voce tem informações precisas sobre a questão?

      Marco Duarte


      Citando Vinicius Ribeiro da Silva <vinicius.java@...>:


      Bruno,

      Muito cuidado antes de abrir empresa pelo SIMPLES.
      Muitos contratantes não aceitam notas de empresa assim, somente por Lucro
      Presumido.
      Duas dicas: primeiro consulte o seu contratante a respeito, e considere
      também a possibilidade de você precisar emitir nota pra outra empresa no
      futuro. Pense nos custos para abrir uma nova empresa...

      Vinicius




      Em 12 de agosto de 2010 11:27, bruno bg <bruno_bg@...> escreveu:



      Agradeço a todos as respostas.

      Pesquisando e ligando para algumas pessoas, para nossa categoria
      (informática e suas variações, etc)
      podemos abrir Empresa LTDA no SIMPLES NACIONAL carga tributária é menor, os
      pagamentos de taxas/impostos é unificado e o faturamento bruto *anual *não
      pode passar de R$ 2.400.000,00 (2 milhões e 400 mil) e coisa pacas. Dá R$
      200.000,00 por mês.

      As seguintes categorias são aceitas:

      6201-5/00 - Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda
      6202-3/00 - Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador
      customizáveis
      6203-1/00 - Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador
      não-customizáveis
      6209-1/00 - Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da
      informação
      6319-4/00 - Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação
      na internet

      É vedade e impeditiva para quem quiser abrir Consultoria.
      6204-0/00 - Consultoria em tecnologia da informação

      quem quiser dar uma olhada em outras categorias, fique a vontade
      http://www.brunobg.com/SimplesNacionalClassificacao.pdf

      abraço a todos

      brunobg


      Em 11 de agosto de 2010 13:02, bruno bg <bruno_bg@...> escreveu:

      Caríssimos, sou do Rio de Janeiro - RJ e estou num dilema.
      Trabalho *sozinho *desenvolvendo soluções para pequenas empresas, e a
      pouco tempo conquistei uma média empresa
      e esta está me solicitando Nota Fiscal com CNPJ, coisa que até então não
      precisei ter para receber, sobre meus serviços prestados.
      Já estou desde 2003 como autônomo não estabelecido e nunca tive contra
      tempos.

      Gostaria de trocar idéias , experiências com quem já passou por essa etapa
      na vida profissional e qual caminho traçou.

      Aqui no Rio de Janeiro não é possível emitir Nota Fiscal Avulsa de
      Serviços, somente para venda/compra de produtos ou seja ICMS.
      por categoria temos as opções:
      Autônomo
      MEI - Micro Empreendedor Individual (não tem nossa categoria)
      EI - Empresa Individual constituída estabelecida num local fixo.
      LTDA - Empresa LTDA constituída estabelecida num local fixo.

      Sei lá. se vocês tiverem algum link, blog ou até mesmo algum contador que
      possa orientar de uma forma explicativa qual melhor caminho seguir.


      agradeço muito.

      --
      ****************************************************
      www.brunobg.com
      bruno_bg@...
      blogflex.brunobg.com
      @brunogrohs










    • wesley silva
      Além das consultorias eu também dou aula. Por esse motivo eu preferi escolher uma modalidade de empresa (lucro presumido) onde a descrição da atividade
      Message 34 of 34 , Aug 17, 2010
      • 0 Attachment
        Além das "consultorias" eu também dou aula. Por esse motivo eu preferi escolher uma modalidade de empresa (lucro presumido) onde a descrição da atividade contemple também essa atividade, pois o meu raciocício foi bem simples: uma vez que terei uma empresa, preciso de liberdade para as oportunidades que possam aparecer.

        Geralmente empresas do governo e autarquias (Sesi, Senac, Conselho regional de *) em geral são bem exigentes em relação a natureza da empresa.
         

         

        Abraços,

         

        Wesley

         

        ====================

        http://balaprata.blogspot.com

        ====================

         




        De: bruno bg <bruno_bg@...>
        Para: riojug@yahoogroups.com
        Enviadas: Sexta-feira, 13 de Agosto de 2010 12:25:08
        Assunto: Re: [riojug] Re: [off-topic] aos autônomos e ex-autônomos

         

        estou gostando muito desse tópico.
        Estou aprendendo muito com vocês, Guilherme, Patrick, Wesley, Timothy, Sergio, Alessandro, Marcos, Samuel, Vinicius, Rafael. etc. MUITO BOM.

        agente poderia marcar uns chopps depois para conversar ao vivo, Garanto que aprenderemos e ganharemos com tudo isso e mais um pouco. O grande problema é que nem na prefeitura não conseguem explicar ao certo (eu já fui lá essa semana) e NOS COLEGIOS e ESCOLAS não ensinam nada disso.  Só a vida mesmo é a grande professora dessa matéria.
        Tanto como Imposto de Renda.

        e o tópico continua. Quem tem mais experiência de Ex-autônomos e Autônomos. !!!!

        abração
        brunobg



        Em 13 de agosto de 2010 12:16, bruno bg <bruno_bg@...> escreveu:
        Se a empresa tomadora do serviço, (quem contrata) prefere ou não empresa com SIMPLES ou sem SIMPLES é questão de gosto ou é questão histórica, como já foi dito. Realmente lembro dessa história do povo abrir como manutenção de hardware, e colocar na Nota - SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO.

        É melhor perguntar para a empresa tomadora do serviço, porque ela prefere uma empresa com Lucro Presumido do que contratar serviços de um empresa no SIMPLES.


        Hoje 13/08/2010 é possível abrir empresa no SIMPLES com as Categorias ou atividade econômica .

        6201-5/00 - Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda
        6202-3/00 - Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis
        6203-1/00 - Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não-customizáveis
        6209-1/00 - Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da informação
        6319-4/00 - Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet

        Não é possível abrir empresa no SIMPLES quem colocar a Categoria ou atividade econômica
        6204-0/00 - Consultoria em tecnologia da informação

        já passei email com anexo com arquivo com TODAS as Categorias / Atividade Econômica , possíveis e não possíveis.

        abraço
        brunobg



        Em 13 de agosto de 2010 11:25, Rafael Cotta <rcotta@...> escreveu:

         

        O que eu não me lembrava é exatamente o que o Marcos Dantas falou: não poder prestar consultoria com empresa enquadrada no SIMPLES, a menos que você trabalhe nas suas próprias instalações (home office), o que geralmente não é a realidade.


        []s

        Rafael Cotta


        2010/8/13 Marcos Dantas <dantas.marcos@...>

         

        Pelo que consta no site da receita federal, empresas que realizem serviços de consultoria não podem ser incluidos no SIMPLES.
        Lei complementar nº123 de 14 de Dezembro de 2006, art 17, Item XIII
        "
        ...
        Art. 17.  Não poderão recolher os impostos e contribuições na forma do Simples Nacional a microempresa ou a empresa de pequeno porte:
        ....

        XII - que realize cessão ou locação de mão-de-obra; 

        XIII - que realize atividade de consultoria;

        ...
        "
        E não há como ser excluido no parágrafo 5º uma vez que VC NÃO FICA EM HOME OFFICE

        IV - elaboração de programas de computadores, inclusive jogos eletrônicos, desde que desenvolvidos em estabelecimento do optante;  

        V - licenciamento ou cessão de direito de uso de programas de computação;  

        VI - planejamento, confecção, manutenção e atualização de páginas eletrônicas, desde que realizados em estabelecimento do optante; 


        Acho q ajudei....

        Abraços

        Marcos Dantas

        Em 13 de agosto de 2010 10:39, Vinicius Ribeiro da Silva <vinicius.java@...> escreveu:

         

        Bruno,
         
        A sua tese é totalmente o oposto da realidade.
        Segundo o que você disse, teoricamente um contratante tem "mais trabalho" com empresas não optantes pelo SIMPLES, então porque eles preferem justamente essas empresas?
         
        Vinicius
         
         

         
        Em 13 de agosto de 2010 09:11, bruno bg <bruno_bg@...> escreveu:

         

        então Gilberto não entendi oque você quis dizer/escrever.  serinho. não entedi oque vc quis dizer.
        Recapiltulando você escreveu : "....não darem direito à crédito por parte da empresa contratante"
        pelo que entendi, alguma empresa ganha "créditos" por pedir Nota Fiscal ou fazer serviços com empresas que não sçao do SIMPLES.

        eu já estudei essa matéria  e já fiz sistemas que controla esse lance de Empresa SIMPLES, CSLL, PIS, COFINS, etc
        Para serviços de empresas NÃO SIMPLES , é necessário ficar controlando quando passa de R$ 5.000,00 em serviços/mês para fazer RETENÇÃO, que é totalmete diferente de crédito/débito.
        Para serviços de empresas SIMPLES não tem que ficar controlando.

        me explique melhor essa sua frase, pois eu posso ter faltado ou dormido em aula. Ou não entendi os professores.

        abração, gostaria que esse diálogo não fosse interpretado com ofensa e que você me respondesse com réplica e tal.
        Para não saírmos do escopo do assunto (aos autônomos e ex-autônomos), se for o caso agente abre outro tópico ("impostos/taxas")
        escrevi assim, pois é minha maneira de escrever e expor meus pensamentos.
        Só gostaria que você me explicasse "que direito a crédito" é esse.

        outro abração
        brunobg


        Em 12 de agosto de 2010 17:45, Gilberto Oliveira <gilberto_adm@...> escreveu:
         

        Bruno,

        Crédito não tem NADA haver com benefício ou isenção! Você vai precisar estudar crédito/débito de impostos nas diversas esferas FED/EST/MUN pra entender a lógica de apuração.

        Abraços,


        Gilberto Oliveira
        Yahoo Personal Mail

        Em 12/08/2010 14:59, bruno bg escreveu:
         

        "direito à crédito por parte da empresa contratante"
        Gilberto, me diga (link ,blog, site, etc)  que comente que a empresa contratante receba algum benefício, crédito, isenção por não fazer/contratar serviços de empresas do tipo SIMPLES NACIONAL !?!??!

        o que ocorre é quando a empresa prestadora de serviço (nós Desenvolvedores) é por lucro presumido, o total de R$ em Nota Fiscal num mês passar de 5.000,00, a empresa Tomadora do Serviço RETÉM os Impostos e Taxas (CSLL, IR, PIS, CONFINS, que é mais ou menos 4,65%), ou seja, se fizermos (estando com Lucro Presumido) um serviço de 5.500,00 por exemplo para uma empresa, essa empresa tomadora deverá RETER 4,65% (por exemplo) do valor final, isso já descontando também o IR retido.
        Essa empresa tomadora do serviço tem que ficar controlando o quanto de nota foi passada das empresa com LUCRO PRESUMIDO, para se chegar acima de R$ 5.000,00 ela ficam de olho para RETER e pagar menos. Mas no fundo no fundo tem que pagar.
        Na verdade não é CREDITO e sim RETENÇÃO é diferente. O controle é muito maior, pois eles tem que informar ao Município ao Estado e ao País os impostos/taxas que fizeram RETENÇÃO. é maior saco.  Eu já fiz um sistema que controla isso.

        Sendo NÓS desenvolvedores empresa pelo SIMPLES, não existe essa retenção, se eu prestar serviço de R$ 5.500,00, o cara vai pagar R$ 5.500,00 menos o IR retido e só. O controle dele é menor.


        brunobg


        Em 12 de agosto de 2010 14:33, Gilberto Oliveira <gilberto_adm@...> escreveu:
         

        Caros,

        Um dos principais motivos de contratantes não aceitarem contratos com empresas optantes pelo "simples" é o fato de que os impostos gerados pelos serviços gerados por essas empresas não darem direito à credito por parte da contratante. Em alguns casos é até pior, a contratante precisa fazer lançamentos e controles contábeis em separado para lidar com a burocracia de 'fornecedores-simples'.

        Gilberto Oliveira
        Yahoo Personal Mail

        Em 12/08/2010 11:46, marcoduarte@... escreveu:
         


        Vinicius,

        Não entendi o porquê de empresas contratantes não aceitar empresas
        ingressadas no Simples Nacional. Não conheço nenhuma restrição ou
        prejuízo para quem contrata. Voce tem informações precisas sobre a
        questão?

        Marco Duarte

        Citando Vinicius Ribeiro da Silva <vinicius.java@...>:

        > Bruno,
        >
        > Muito cuidado antes de abrir empresa pelo SIMPLES.
        > Muitos contratantes não aceitam notas de empresa assim, somente por Lucro
        > Presumido.
        > Duas dicas: primeiro consulte o seu contratante a respeito, e considere
        > também a possibilidade de você precisar emitir nota pra outra empresa no
        > futuro. Pense nos custos para abrir uma nova empresa...
        >
        > Vinicius
        >
        >
        >
        >
        > Em 12 de agosto de 2010 11:27, bruno bg <bruno_bg@...> escreveu:
        >
        >>
        >>
        >> Agradeço a todos as respostas.
        >>
        >> Pesquisando e ligando para algumas pessoas, para nossa categoria
        >> (informática e suas variações, etc)
        >> podemos abrir Empresa LTDA no SIMPLES NACIONAL carga tributária é menor, os
        >> pagamentos de taxas/impostos é unificado e o faturamento bruto *anual *não
        >> pode passar de R$ 2.400.000,00 (2 milhões e 400 mil) e coisa pacas. Dá R$
        >> 200.000,00 por mês.
        >>
        >> As seguintes categorias são aceitas:
        >>
        >> 6201-5/00 - Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda
        >> 6202-3/00 - Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador
        >> customizáveis
        >> 6203-1/00 - Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador
        >> não-customizáveis
        >> 6209-1/00 - Suporte técnico, manutenção e outros serviços em tecnologia da
        >> informação
        >> 6319-4/00 - Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação
        >> na internet
        >>
        >> É vedade e impeditiva para quem quiser abrir Consultoria.
        >> 6204-0/00 - Consultoria em tecnologia da informação
        >>
        >> quem quiser dar uma olhada em outras categorias, fique a vontade
        >> http://www.brunobg.com/SimplesNacionalClassificacao.pdf
        >>
        >> abraço a todos
        >>
        >> brunobg
        >>
        >>
        >> Em 11 de agosto de 2010 13:02, bruno bg <bruno_bg@...> escreveu:
        >>
        >>> Caríssimos, sou do Rio de Janeiro - RJ e estou num dilema.
        >>> Trabalho *sozinho *desenvolvendo soluções para pequenas empresas, e a
        >>> pouco tempo conquistei uma média empresa
        >>> e esta está me solicitando Nota Fiscal com CNPJ, coisa que até então não
        >>> precisei ter para receber, sobre meus serviços prestados.
        >>> Já estou desde 2003 como autônomo não estabelecido e nunca tive contra
        >>> tempos.
        >>>
        >>> Gostaria de trocar idéias , experiências com quem já passou por essa etapa
        >>> na vida profissional e qual caminho traçou.
        >>>
        >>> Aqui no Rio de Janeiro não é possível emitir Nota Fiscal Avulsa de
        >>> Serviços, somente para venda/compra de produtos ou seja ICMS.
        >>> por categoria temos as opções:
        >>> Autônomo
        >>> MEI - Micro Empreendedor Individual (não tem nossa categoria)
        >>> EI - Empresa Individual constituída estabelecida num local fixo.
        >>> LTDA - Empresa LTDA constituída estabelecida num local fixo.
        >>>
        >>> Sei lá. se vocês tiverem algum link, blog ou até mesmo algum contador que
        >>> possa orientar de uma forma explicativa qual melhor caminho seguir.
        >>>
        >>>
        >>> agradeço muito.
        >>>
        >>> --
        >>> ****************************************************
        >>> www.brunobg.com
        >>> bruno_bg@...
        >>> blogflex.brunobg.com
        >>> @brunogrohs
        >>>
        >>
        >>
        >>
        >>
        >














         
      Your message has been successfully submitted and would be delivered to recipients shortly.