Loading ...
Sorry, an error occurred while loading the content.
 

http://www.portugues.rfi.fr/auteur/joao-matos

Expand Messages
  • marina
    Neste novo Ano 2013 desejo a todos muito estudo, meditacao e espiritualidade. Favor divulgar no nosso seio este link com material audio do jonalista joao matos
    Message 1 of 2 , Dec 29, 2012
      Neste novo Ano 2013 desejo a todos muito estudo, meditacao e espiritualidade.

      Favor divulgar no nosso seio este link com material audio do jonalista joao matos sobre a Lusofonia:

      http://www.portugues.rfi.fr/auteur/joao-matos

      marina
    • souindoula simao
      Abraham Lincoln Lincoln par Alexander Gardner. Fonctions 16e président des États-Unis   Estimados colegas,   Renovo-lhes os meus Melhores Votos para o Ano
      Message 2 of 2 , Jan 3, 2013
        Abraham Lincoln

        Lincoln par Alexander Gardner.
        Fonctions
        16e président des États-Unis
         
        Estimados colegas,
         
        Renovo-lhes os meus Melhores Votos para o Ano Novo.

        Simao SOUINDOULA

        DECENIO MUNDIAL DAS POPULACOES AFRODESCENDENTES (2012 -2022)

        A ROTA NORTE-AMERICANA DA ESCRAVATURA

        150 ANIVERSÁRIO DA ABOLICAO GERAL DA ESCRAVATURA NOS EUA

        No primeiro dia de Janeiro de 1863, em plena guerra civil, o Presidente Abraham Lincoln, bem decidido, ordenava a aplicação, imediata, do decreto declarando livre todo escravo que se encontrava nos Estados engajados na tenebrosa confederação sulista.

        Recordar-se-á que logo no dia 22 Setembro do ano anterior, por um primeiro decreto, ele tinha ameaçado os proprietários de serviçais desses Estados secessionistas de alforriar esta mão-de-obra forcada se eles não aliavam a União, num prazo, de três meses. O ultimato expirava no referido dia.

        Esta medida atingia 80% dos constrangidos dos EUA, ou seja 3 200 000 Afro-americanos, que deviam beneficiar do estatuto de homem livre ao lado dos 800 000 “malungos” dos Estados aliados a União.

        Esta determinação presidencial era uma verdadeira incitação a rebelião, com um potencial destabilização económica e social, significativo, nesses Estados, conservadores, no estratégico sector da cultura de algodão, grande devoradora de mão-de-obra.

        E assim que, de 1790 a 1860, foram instalados, só em cinco Estados do oeste americano, mais de um milhão de “cotton captives”.

        De salientar que nos Estados secessionistas, os servos representavam 43% da população.

        Notar-se-á que a dinâmica abolicionista era animada – ironia da história – pelo Partido Republicano. E, e a subida ao poder, em Novembro de 1860, de Abraham Lincoln, uma personalidade próxima desta formação politica, liberal, que vai desencadear a guerra civil, alguns meses, depois, em Abril do ano a seguir.

        Sob a visível influência do carismático ativista africano-americano Frederick Douglass, Lincoln aboliu, respetivamente, em Abril e Junho de 1862, a escravatura em Washington e na sua periferia, no distrito federal de Columbia.

        O ato presidencial incitou, naturalmente, os escravos das entidades meridionais a juntar –se com as forcas da União; esses trânsfugas foram avaliados a 90 000.

        A reeleição de Lincoln facilitou a adoção, em Janeiro de 1865, da emenda constitucional proibindo, global e definitivamente, a escravidão.

        APPOMATOX

        Assim, abriu-se uma nova etapa histórica, facto alentado pela vitória dos Unionistas, dois meses depois.

        Foi um triunfo amargo, com 360 000 nortistas tombados pela causa da supressão da opressão esclavagista, e, - destino cruel – seis dias depois do sucesso militar de Appomatox, no dia 15 de Abril de 1865, o Presidente Lincoln será assassinado por um sulista.

         Pagou pela sua vida o seu engajamento abolicionista.

        Subira um desarranjo pos-mortem; o seu urnário foi mudado de locais, dezassete vezes, por receio de profanação. Foi, finalmente, instalado - só em 1901 - numa cripta consolidada.

        A incómoda perseguição ao defunto Presidente ilustrava a insatisfação da América meridional perante a abolição da escravatura, sistema bem primitiva de exploração do homem pelo homem, processo que os EUA já não precisavam.

        Apesar desta interdição, institui-se, ai, quase durante cem anos, a segregação racial, que foi combatida, finalmente, com êxito, pelo Martin Luther King, Jr., e que como o redator do 13 Emenda, foi assassinado.

        E, bem voluntariamente, foram nas escadas do Memorial Lincoln, no inapagável dia 28 de Agosto de 1963, que o Pastor, Premio Nobel da Paz, perante uma multidão estimada a 250 000 manifestantes, de todas cores, proferiu o seu célebre discurso.

        Inevitável retidão da história a favor dos dois martirizados, o Congresso autorizou, em 2003, a construção de um museu, em Washington, a cidade do Lincoln, precisamente, entre a Casa Branca e o Capitol, instituição que será dedicada a história e a cultura afro-americana.

        Este estabelecimento museal que esta, atualmente, em construção, será inaugurada durante o primeiro trimestre de 2015, no quadro da comemoração do 150 aniversário da referida Reforma constitucional.

        Outro forte sinal da história do imortalizado no famoso Monte Rushmore, um americano com sangue africano foi eleito, duas vezes, como Presidente dos EUA. E casado com uma descendente de escravos.

        Até 2015, a imensa federação organizara centenas de manifestações a fim de comemorar a coragem do mais alto Presidente norte-americano, pela sua impressionante altura – 1,93 m – e pelo seu contagioso humanismo.

         Por

        Simão SOUINDOULA

        Membro do Comité Cientifico Internacional

        do Projeto da UNESCO « A Rota do Escravo »

        C.P. 2313 Luanda (Angola)

        Tel. : 929 79 32 77



        --- En date de : Sam 29.12.12, marina <marina.matos@...> a écrit :

        De: marina <marina.matos@...>
        Objet: [Lista do C. Est. Multiculturais] http://www.portugues.rfi.fr/auteur/joao-matos
        À: multiculturais@yahoogroups.com
        Date: Samedi 29 décembre 2012, 12h13

         
        Neste novo Ano 2013 desejo a todos muito estudo, meditacao e espiritualidade.

        Favor divulgar no nosso seio este link com material audio do jonalista joao matos sobre a Lusofonia:

        http://www.portugues.rfi.fr/auteur/joao-matos

        marina
      Your message has been successfully submitted and would be delivered to recipients shortly.