Loading ...
Sorry, an error occurred while loading the content.

Re: A volta da pilha de jornais

Expand Messages
  • alexvpm@ism.com.br
    No caso do Globo, nem dá para contar muito com isso. Há pouco tempo, liguei para eles perguntando o que teria de fazer para conseguir algumas edições que
    Message 1 of 19 , Nov 30, 2006
    • 0 Attachment
      No caso do Globo, nem dá para contar muito com isso. Há pouco tempo,
      liguei para eles perguntando o que teria de fazer para conseguir algumas
      edições que eles publicaram em 1994 (e que eu tinha guardadas em casa até
      o ano passado, não uma certa diarista que trabalha para minha mãe ter
      jogado tudo fora). Desisti quando me disseram que só vendem material
      antigo em microfilme (como se fosse tão fácil ter um equipamento desses em
      casa).



      Alexandre Carvalho

      > Fátima,
      >
      > deve ser a mesma cabeça iluminada que achou que o Estadão em PDF era a
      > única forma decente de se ler jornal na web... hahahaha
      >
      > Concordo com você, mas queria dar meu testemunho em um serviço
      > interessante que O Globo Online disponibiliza (...)
      > Achei bem interessante, e não tinha visto isso em nenhum outro Dedoc da
      > vida, que vc tem que ligar, um Zé das Couves faz a busca e vc ou vai
      > buscar ou paga no banco, manda o boleto e eles te mandam as matérias
      > impressas.
    • Marcelo Sander
      Penso diferente. Acho que a justificativa deles é a seguinte: - Sabemos que as páginas mais vistas não são de notícias novas, mas de notícias antigas. -
      Message 2 of 19 , Nov 30, 2006
      • 0 Attachment
        Penso diferente.
        Acho que a justificativa deles é a seguinte:
        - Sabemos que as páginas mais vistas não são de notícias novas, mas de
        notícias antigas.
        - Temos um baita banco de dados de notícias antigas, logo, mais
        possibilidades de page views.
        - Se o usuário vê uma vez e salva, ele não vai precisar voltar aqui nunca
        mais.
        - Se eu barro a cópia da notícia, toda vez que ele quiser ver a matéria, vai
        ter que vir aqui e eu ganho com isso, toda vez que ele entrar, com minha
        publicidade.

        É a cruel e estreita visão de mercado.

        Abraço,
        Marcelo Sander


        2006/11/30, Nicolau Centola <centola.nicolau@...>:
        >
        > O mais incrível, Raphael, é que possivelmente nem as pessoas que pagam,
        > assinam o serviço, possam guardar. Pagaram só pra ver. Literalmente
        >
        > Nicolau
        >
        > 2006/11/30, Raphael Perret <rperret@... <rperret%40gmail.com>>:
        > >
        > > Fátima,
        > >
        > > você deu um ótimo argumento a favor da cópia dos textos. Como eu disse,
        > o
        > > jornal supôs que quem copia é criminoso, é proibido porque tem direitos
        > > autorais etc. Putz, e se eu quiser arquivar pra mim mesmo, sem querer
        > > tirar
        > > lucro com isso? Eu posso, poxa. Senão, então é um crime manter jornais
        > > velhos em casa.
        > >
        > > A internet (e também o desenvolvimento tecnológico como um todo,
        > sobretudo
        > > na questão do armazenamento de dados) deu um gás novo à área de
        > > arquivologia, biblioteconomia etc. E, conforme expôs bem a Fátima,
        > parece
        > > que os sites dos jornais jogam contra essa evolução, impedindo o
        > > arquivamento digital e forçando a barra para que continuemos a usar o
        > > papel
        > > sem necessidade.
        > >
        > > O mais engraçado é que antes, lá no início da WWW, tudo isso era mais
        > > fácil.
        > >
        > > []s, Raphael.
        > >
        > > On 11/30/06, Fatima Cardoso <cardosofatima@...<cardosofatima%40hotmail.com><cardosofatima%40hotmail.com>>
        >
        > > wrote:
        > > >
        > > > Oi pessoal,
        > > >
        > > > aproveitando a discussão em torno do Globo Online, se todos fizerem o
        > > > mesmo, será a volta da pilha de jornais. Até o meio da década de 90,
        > > quem
        > > > pretendia guardar uma matéria tinha de recortar, botar em alguma pasta
        > > (ou
        > > > deixar bagunçado mesmo), armazenar em casa até o papel ficar amarelo e
        > > criar
        > > > baratas. Leitores do Globo têm de fazer o mesmo, já que é impossível
        > > copiar
        > > > do Globo digital (eu pelo menos nunca consegui), e nem sempre as
        > > matérias
        > > > são as mesmas do Globo Online (de onde copio pelo código fonte, o que
        > é
        > > uma
        > > > chatice).
        > > >
        > > > Só que eu copio não porque seja gatuna de matérias alheias, mas porque
        > > > trabalho com informação, ora bolas, como qualquer jornalista. Mantenho
        > > no
        > > > computador uma biblioteca capenga (no Word mesmo) de matérias
        > > importantes
        > > > sobre os assuntos que eu cubro ou que me interessam. Se há um
        > benefício
        > > > indiscutível no mundo digital é a possibilidade de arquivar
        > informações
        > > > digitalmente, pois não ocupa espaço nem cria barata (os "véios" como
        > eu,
        > > que
        > > > colecionavam jornais ou revistas, sabem do que estou falando).
        > > >
        > > > Aí vem uma cabeça iluminada no Globo Digital e proíbe que seus
        > leitores
        > > > arquivem as informações. Há sempre a opção de imprimir e guardar a
        > > matéria,
        > > > mas isso atenta contra minha inteligência. Não venha alguém argumentar
        > > que é
        > > > só entrar na busca e tal, porque primeiro esse é um serviço pago,
        > > segundo é
        > > > totalmente diferente do fato de eu montar o meu próprio arquivo.
        > > >
        > > > Alguém pode me explicar a lógica da tal cabeça iluminada? Ou alguém
        > pode
        > > > explicar para a cabeça iluminada que as pessoas talvez queiram
        > armazenar
        > > as
        > > > informações no seu computador, pois nem todas as notícias são
        > perecíveis
        > > > como o peixe? Alguém consegue explicar por que, em um ambiente
        > > tecnológico
        > > > que me permite receber as informações por meio digital, eu tenha de
        > > > arquivá-las em papel? É uma coisa tão ilógica que esbarra na burrice.
        > > >
        > > > Abraços,
        > > > Fátima Cardoso
        > > >
        > > >
        > > > ----- Original Message -----
        > > > From: alexvpm@... <alexvpm%40ism.com.br> <alexvpm%40ism.com.br>
        > > > To: jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
        > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
        > > > Sent: Thursday, November 30, 2006 11:26 AM
        > > > Subject: [jw] Re: Os avanços dos sites dos jornais
        > > >
        > > >
        > > > E eu já me dou por satisfeito em não ler mais nenhum site que mude "do
        > > > vinho para a lama", como o Globo Online. Por incrível que pareça, não
        > > > está
        > > > me fazendo nenhuma falta. Por isso, continuo tendo o site da BBC entre
        > > > os
        > > > meus favoritos, além de manter a assinatura de um jornal impresso
        > > > (Estadão).
        > > >
        > > > Eu não entendo por que esses caras têm a péssima mania de mexer no que
        > > > já
        > > > está bom. Já não bastava o JB Online ter virado aquele Labirinto de
        > > > Creta
        > > > virtual? O resultado acaba sendo esse desastre que o Perret nos
        > mostrou
        > > > em
        > > > relação ao Globo Online.
        > > >
        > > > > Vcs são mto otimistas. Eu já me dou por satisfeito por não ver
        > nenhum
        > > > > projeto "genial" criando a "propaganda política obrigatória na web"
        > ou
        > > > > coisas do tipo.
        > > >
        > > > > ----- Original Message -----
        > > > > From: "Raphael Perret" <rperret@... <rperret%40gmail.com><rperret%40gmail.com>>
        > > > > To: <jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
        > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
        > > >
        > > > > Sent: Wednesday, November 29, 2006 12:15 PM
        > > > > Subject: [jw] Os avanços dos sites dos jornais
        > > > >
        > > > > É comovente estar vivo para assistir à evolução dos sites dos
        > jornais
        > > > > impressos.
        > > > >
        > > > > Peguemos o Globo. No início, ele era transposto quase que
        > > > integralmente
        > > > > para a internet. Cada notícia tinha sua página, em HTML puro, lindo,
        > > > leve
        > > > > e solto. Ler as notícias era muito simples.
        > > >
        > > >
        > > >
        > > >
        > > >
        > > > [Non-text portions of this message have been removed]
        > > >
        > > >
        > > >
        > > > ----------------------------------------------------------
        > > >
        > > > JW - Jornalistas da Web
        > > > http://www.jornalistasdaweb.com.br
        > > >
        > > > Para assinar: jornalistasdaweb-subscribe@yahoogroups.com<jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
        > <jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
        > > > Para cancelar: jornalistasdaweb-unsubscribe@yahoogroups.com<jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
        > <jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
        > > > Contato com os administradores: admin@...<admin%40jornalistasdaweb.com.br>
        > <admin%40jornalistasdaweb.com.br>
        > > >
        > > > Pasta de arquivos:
        > http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/files
        > > > Pasta de links: http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/links
        > > > Netiqueta da lista: http://www.jornalistasdaweb.com.br/netiqueta
        > > > Comunidade do JW no Orkut:
        > > > http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=22561589
        > > >
        > > >
        > > > Yahoo! Groups Links
        > > >
        > > >
        > > >
        > > >
        > >
        > > --
        > > Raphael Perret
        > > Jornalista, Mestre em Informática
        > > rperret@... <rperret%40gmail.com> <rperret%40gmail.com>
        > > ---
        > > Butuca Ligada - http://butuca.blogspot.com
        > > BlogBola - http://blogbola.blogspot.com
        > >
        > > [Non-text portions of this message have been removed]
        > >
        > >
        > >
        >
        > [Non-text portions of this message have been removed]
        >
        >
        >


        [Non-text portions of this message have been removed]
      • Nicolau Centola
        Hummm.. não tenho tanta certeza que as páginas mais vistas são as de notícias antigas. Sites de jornais, pra mim, tem muito mais o caráter do hoje que o
        Message 3 of 19 , Dec 1, 2006
        • 0 Attachment
          Hummm.. não tenho tanta certeza que as páginas mais vistas são as de
          notícias antigas. Sites de jornais, pra mim, tem muito mais o caráter do
          hoje que o do ontem.

          Dedocs, ou os arquivos de um jornal (ou revista) sempre foram fonte de
          renda. Se você for fazer uma pesquisa no mundo físico em qualquer um deles,
          vai pagar eplas cópias. O ponto aqui é que no mundo virtual, você paga pelo
          serviço, mas mesmo assim pode ter que pagar de novo, ou não consegue salvar
          o que pagou.

          Wow, page views x publicidade. Algum jornal se baseia nisso? Por favor, me
          contem, estou curioso...

          abraços

          Nicolau


          2006/11/30, Marcelo Sander <mbsander@...>:
          >
          > Penso diferente.
          > Acho que a justificativa deles é a seguinte:
          > - Sabemos que as páginas mais vistas não são de notícias novas, mas de
          > notícias antigas.
          > - Temos um baita banco de dados de notícias antigas, logo, mais
          > possibilidades de page views.
          > - Se o usuário vê uma vez e salva, ele não vai precisar voltar aqui nunca
          > mais.
          > - Se eu barro a cópia da notícia, toda vez que ele quiser ver a matéria,
          > vai
          > ter que vir aqui e eu ganho com isso, toda vez que ele entrar, com minha
          > publicidade.
          >
          > É a cruel e estreita visão de mercado.
          >
          > Abraço,
          > Marcelo Sander
          >
          > 2006/11/30, Nicolau Centola <centola.nicolau@...<centola.nicolau%40gmail.com>
          > >:
          > >
          > > O mais incrível, Raphael, é que possivelmente nem as pessoas que pagam,
          > > assinam o serviço, possam guardar. Pagaram só pra ver. Literalmente
          > >
          > > Nicolau
          > >
          > > 2006/11/30, Raphael Perret <rperret@... <rperret%40gmail.com><rperret%40gmail.com>>:
          > > >
          > > > Fátima,
          > > >
          > > > você deu um ótimo argumento a favor da cópia dos textos. Como eu
          > disse,
          > > o
          > > > jornal supôs que quem copia é criminoso, é proibido porque tem
          > direitos
          > > > autorais etc. Putz, e se eu quiser arquivar pra mim mesmo, sem querer
          > > > tirar
          > > > lucro com isso? Eu posso, poxa. Senão, então é um crime manter jornais
          > > > velhos em casa.
          > > >
          > > > A internet (e também o desenvolvimento tecnológico como um todo,
          > > sobretudo
          > > > na questão do armazenamento de dados) deu um gás novo à área de
          > > > arquivologia, biblioteconomia etc. E, conforme expôs bem a Fátima,
          > > parece
          > > > que os sites dos jornais jogam contra essa evolução, impedindo o
          > > > arquivamento digital e forçando a barra para que continuemos a usar o
          > > > papel
          > > > sem necessidade.
          > > >
          > > > O mais engraçado é que antes, lá no início da WWW, tudo isso era mais
          > > > fácil.
          > > >
          > > > []s, Raphael.
          > > >
          > > > On 11/30/06, Fatima Cardoso <cardosofatima@...<cardosofatima%40hotmail.com>
          > <cardosofatima%40hotmail.com><cardosofatima%40hotmail.com>>
          > >
          > > > wrote:
          > > > >
          > > > > Oi pessoal,
          > > > >
          > > > > aproveitando a discussão em torno do Globo Online, se todos fizerem
          > o
          > > > > mesmo, será a volta da pilha de jornais. Até o meio da década de 90,
          > > > quem
          > > > > pretendia guardar uma matéria tinha de recortar, botar em alguma
          > pasta
          > > > (ou
          > > > > deixar bagunçado mesmo), armazenar em casa até o papel ficar amarelo
          > e
          > > > criar
          > > > > baratas. Leitores do Globo têm de fazer o mesmo, já que é impossível
          > > > copiar
          > > > > do Globo digital (eu pelo menos nunca consegui), e nem sempre as
          > > > matérias
          > > > > são as mesmas do Globo Online (de onde copio pelo código fonte, o
          > que
          > > é
          > > > uma
          > > > > chatice).
          > > > >
          > > > > Só que eu copio não porque seja gatuna de matérias alheias, mas
          > porque
          > > > > trabalho com informação, ora bolas, como qualquer jornalista.
          > Mantenho
          > > > no
          > > > > computador uma biblioteca capenga (no Word mesmo) de matérias
          > > > importantes
          > > > > sobre os assuntos que eu cubro ou que me interessam. Se há um
          > > benefício
          > > > > indiscutível no mundo digital é a possibilidade de arquivar
          > > informações
          > > > > digitalmente, pois não ocupa espaço nem cria barata (os "véios" como
          > > eu,
          > > > que
          > > > > colecionavam jornais ou revistas, sabem do que estou falando).
          > > > >
          > > > > Aí vem uma cabeça iluminada no Globo Digital e proíbe que seus
          > > leitores
          > > > > arquivem as informações. Há sempre a opção de imprimir e guardar a
          > > > matéria,
          > > > > mas isso atenta contra minha inteligência. Não venha alguém
          > argumentar
          > > > que é
          > > > > só entrar na busca e tal, porque primeiro esse é um serviço pago,
          > > > segundo é
          > > > > totalmente diferente do fato de eu montar o meu próprio arquivo.
          > > > >
          > > > > Alguém pode me explicar a lógica da tal cabeça iluminada? Ou alguém
          > > pode
          > > > > explicar para a cabeça iluminada que as pessoas talvez queiram
          > > armazenar
          > > > as
          > > > > informações no seu computador, pois nem todas as notícias são
          > > perecíveis
          > > > > como o peixe? Alguém consegue explicar por que, em um ambiente
          > > > tecnológico
          > > > > que me permite receber as informações por meio digital, eu tenha de
          > > > > arquivá-las em papel? É uma coisa tão ilógica que esbarra na
          > burrice.
          > > > >
          > > > > Abraços,
          > > > > Fátima Cardoso
          > > > >
          > > > >
          > > > > ----- Original Message -----
          > > > > From: alexvpm@... <alexvpm%40ism.com.br> <alexvpm%40ism.
          > com.br> <alexvpm%40ism.com.br>
          > > > > To: jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
          > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
          > > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
          > > > > Sent: Thursday, November 30, 2006 11:26 AM
          > > > > Subject: [jw] Re: Os avanços dos sites dos jornais
          > > > >
          > > > >
          > > > > E eu já me dou por satisfeito em não ler mais nenhum site que mude
          > "do
          > > > > vinho para a lama", como o Globo Online. Por incrível que pareça,
          > não
          > > > > está
          > > > > me fazendo nenhuma falta. Por isso, continuo tendo o site da BBC
          > entre
          > > > > os
          > > > > meus favoritos, além de manter a assinatura de um jornal impresso
          > > > > (Estadão).
          > > > >
          > > > > Eu não entendo por que esses caras têm a péssima mania de mexer no
          > que
          > > > > já
          > > > > está bom. Já não bastava o JB Online ter virado aquele Labirinto de
          > > > > Creta
          > > > > virtual? O resultado acaba sendo esse desastre que o Perret nos
          > > mostrou
          > > > > em
          > > > > relação ao Globo Online.
          > > > >
          > > > > > Vcs são mto otimistas. Eu já me dou por satisfeito por não ver
          > > nenhum
          > > > > > projeto "genial" criando a "propaganda política obrigatória na
          > web"
          > > ou
          > > > > > coisas do tipo.
          > > > >
          > > > > > ----- Original Message -----
          > > > > > From: "Raphael Perret" <rperret@... <rperret%40gmail.com><rperret%40gmail.com><rperret%
          > 40gmail.com>>
          > > > > > To: <jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
          > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
          > > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
          > > > >
          > > > > > Sent: Wednesday, November 29, 2006 12:15 PM
          > > > > > Subject: [jw] Os avanços dos sites dos jornais
          > > > > >
          > > > > > É comovente estar vivo para assistir à evolução dos sites dos
          > > jornais
          > > > > > impressos.
          > > > > >
          > > > > > Peguemos o Globo. No início, ele era transposto quase que
          > > > > integralmente
          > > > > > para a internet. Cada notícia tinha sua página, em HTML puro,
          > lindo,
          > > > > leve
          > > > > > e solto. Ler as notícias era muito simples.
          > > > >
          > > > >
          > > > >
          > > > >
          > > > >
          > > > > [Non-text portions of this message have been removed]
          > > > >
          > > > >
          > > > >
          > > > > ----------------------------------------------------------
          > > > >
          > > > > JW - Jornalistas da Web
          > > > > http://www.jornalistasdaweb.com.br
          > > > >
          > > > > Para assinar: jornalistasdaweb-subscribe@yahoogroups.com<jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
          > <jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
          > > <jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
          > > > > Para cancelar: jornalistasdaweb-unsubscribe@yahoogroups.com<jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
          > <jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
          > > <jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
          > > > > Contato com os administradores: admin@...<admin%40jornalistasdaweb.com.br>
          > <admin%40jornalistasdaweb.com.br>
          > > <admin%40jornalistasdaweb.com.br>
          > > > >
          > > > > Pasta de arquivos:
          > > http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/files
          > > > > Pasta de links: http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/links
          > > > > Netiqueta da lista: http://www.jornalistasdaweb.com.br/netiqueta
          > > > > Comunidade do JW no Orkut:
          > > > > http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=22561589
          > > > >
          > > > >
          > > > > Yahoo! Groups Links
          > > > >
          > > > >
          > > > >
          > > > >
          > > >
          > > > --
          > > > Raphael Perret
          > > > Jornalista, Mestre em Informática
          > > > rperret@... <rperret%40gmail.com> <rperret%40gmail.com>
          > <rperret%40gmail.com>
          > > > ---
          > > > Butuca Ligada - http://butuca.blogspot.com
          > > > BlogBola - http://blogbola.blogspot.com
          > > >
          > > > [Non-text portions of this message have been removed]
          > > >
          > > >
          > > >
          > >
          > > [Non-text portions of this message have been removed]
          > >
          > >
          > >
          >
          > [Non-text portions of this message have been removed]
          >
          >
          >


          [Non-text portions of this message have been removed]
        • Nicolau Centola
          hahahahahahaha... muito bom... isso me fez lembrar a mesma pesquisa que fiz nO Globo, que citei abaixo, fiz no JB, por telefone, claro, pois eles não tinham
          Message 4 of 19 , Dec 1, 2006
          • 0 Attachment
            hahahahahahaha... muito bom... isso me fez lembrar a mesma pesquisa que fiz
            nO Globo, que citei abaixo, fiz no JB, por telefone, claro, pois eles não
            tinham arquivo digital. Sabem qual foi a resposta do atendente?

            Me desculpe, senhor, mas só fazemos pesquisa para solicitações da cidade do
            Rio de Janeiro.

            Incrível. Fiquei tão chocado que desliguei na hora. Alguém pode me explicar
            qual é a diferença entre a pesquisa para alguém do Rio ou de São Paulo, ou
            mesmo de Rio Branco? Afinal, iria pagar por ela... coisas surrealistas...

            Nicolau


            Em 30/11/06, alexvpm@... <alexvpm@...> escreveu:
            >
            > No caso do Globo, nem dá para contar muito com isso. Há pouco tempo,
            > liguei para eles perguntando o que teria de fazer para conseguir algumas
            > edições que eles publicaram em 1994 (e que eu tinha guardadas em casa até
            > o ano passado, não uma certa diarista que trabalha para minha mãe ter
            > jogado tudo fora). Desisti quando me disseram que só vendem material
            > antigo em microfilme (como se fosse tão fácil ter um equipamento desses em
            > casa).
            >
            > Alexandre Carvalho
            >
            > > Fátima,
            > >
            > > deve ser a mesma cabeça iluminada que achou que o Estadão em PDF era a
            > > única forma decente de se ler jornal na web... hahahaha
            > >
            > > Concordo com você, mas queria dar meu testemunho em um serviço
            > > interessante que O Globo Online disponibiliza (...)
            > > Achei bem interessante, e não tinha visto isso em nenhum outro Dedoc da
            > > vida, que vc tem que ligar, um Zé das Couves faz a busca e vc ou vai
            > > buscar ou paga no banco, manda o boleto e eles te mandam as matérias
            > > impressas.
            >
            >
            >


            [Non-text portions of this message have been removed]
          • eric_moreira
            Acho q alguém já comentou aqui na lista sobre a matéria da Folha falando do espírito hippie que assola a internet. Realmente, vendo as discussões aqui na
            Message 5 of 19 , Dec 1, 2006
            • 0 Attachment
              Acho q alguém já comentou aqui na lista sobre a matéria da Folha
              falando do espírito hippie que assola a internet.

              Realmente, vendo as discussões aqui na lista, fico impressionado em
              quanto estamos acomodados em lidar com o "maravilhoso mundo web" como
              se ele não tivesse relação com negócios, dinheiro, capitalismo, etc.

              Criticar o jornal pelas mudanças no site, ok. Afinal, cada usuário
              pensa de um jeito, agora ficar clamando uma bondade universal porque
              estamos na internet denota falta de maturidade.

              A longo prazo, O Globo pode até estar colocando a corda no pescoço,
              mas a estratégia de qualquer empresa de comunicação é vender conteúdo,
              seja anunciando, seja cobrando diretamente dos leitores. Sabemos que o
              retorno em propaganda na web brasileira ainda não está maduro e por
              isso, o leitor é cobrado. O melhor é que a empresa banque pelo leitor
              e tente otimizar a propaganda, mas os caras fizeram a escolha mais
              rápida.

              A Folha vincula acesso ao UOL e o Estadão também é fechado. Há alguns
              meses, alguém postou aqui o que a Cora Ronai tinha apurado dentro do
              Globo sobre a cobrança. Eles alegam fazer isso principalmente por
              conta de jornais menores que deixam de comprar conteúdo na Agência O
              Globo. Se bem me lembro, foi apontado um crescimento de 15% depois da
              mudança. Se valeu a pena, se os caras fizeram certo, sinceramente, não
              sei. Mas eles queriam essa grana e conseguiram.

              O que não gosto de ver numa lista de profissionais web é esse clima de
              Internet Woodstock.

              Abs,
              Eric


              --- In jornalistasdaweb@yahoogroups.com, "Lucia Freitas"
              <ltfreitas@...> wrote:
              >
              > Ninguém conseguiu falar com todas as letras: o arquivo virou "serviço" e
              > fonte de renda. Com o nosso trabalho que, lembrem-se, é pago uma vez
              só e
              > olhe lá. O leitor e o assinante pagam duas vezes: pra ler e pra ter o
              > arquivo. Pior é que hoje a sociedade é dependente de informação – e
              o povo
              > da comunicação está no topo desta pirâmide alimentar. Nossos
              Sindicatos e
              > Federações de classe organizarem isso de alguma forma? Nem pensar.
              Só pensam
              > é na contribuição mensal/anual/semanal e oferecem uns servicinhos
              pífios pra
              > justificar. Costurar acordos que facilitem pesquisas? Nem passou
              pela cabeça
              > – está dado, porque pensam com a cabeça de 5 anos atrás: quem está
              > trabalhando tem fontes, arquivo, suporte.
              >
              > Quando a gente está no Globo, no JB, Folha, Estadão, Valor ou Abril tem
              > mecanismos de busca eficientes dentro das bases de dados próprias,
              que nos
              > dão milhares de informações sobre um determinado tema. Quem tenta
              autonomia,
              > que rale, recorte ou descubra atalhos pra manter o direito de acesso à
              > informação. É justo?
              >
              > Ai gente, tô de mau humor, desculpem o desabafo.
              >
              >
              >
              > Lucia Freitas
              >
              > http://ladybugbrazil.blogspot.com
              >
              > http://puzzlediario.blogspot.com
              >
              > _____
              >
              > De: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
              > [mailto:jornalistasdaweb@yahoogroups.com] Em nome de Fatima Cardoso
              > Enviada em: quinta-feira, 30 de novembro de 2006 14:36
              > Para: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
              > Assunto: [jw] a volta da pilha de jornais
              >
              >
              >
              > Oi pessoal,
              >
              > aproveitando a discussão em torno do Globo Online, se todos fizerem
              o mesmo,
              > será a volta da pilha de jornais. Até o meio da década de 90, quem
              pretendia
              > guardar uma matéria tinha de recortar, botar em alguma pasta (ou deixar
              > bagunçado mesmo), armazenar em casa até o papel ficar amarelo e criar
              > baratas. Leitores do Globo têm de fazer o mesmo, já que é impossível
              copiar
              > do Globo digital (eu pelo menos nunca consegui), e nem sempre as
              matérias
              > são as mesmas do Globo Online (de onde copio pelo código fonte, o
              que é uma
              > chatice).
              >
              > Só que eu copio não porque seja gatuna de matérias alheias, mas porque
              > trabalho com informação, ora bolas, como qualquer jornalista.
              Mantenho no
              > computador uma biblioteca capenga (no Word mesmo) de matérias
              importantes
              > sobre os assuntos que eu cubro ou que me interessam. Se há um benefício
              > indiscutível no mundo digital é a possibilidade de arquivar informações
              > digitalmente, pois não ocupa espaço nem cria barata (os "véios" como
              eu, que
              > colecionavam jornais ou revistas, sabem do que estou falando).
              >
              > Aí vem uma cabeça iluminada no Globo Digital e proíbe que seus leitores
              > arquivem as informações. Há sempre a opção de imprimir e guardar a
              matéria,
              > mas isso atenta contra minha inteligência. Não venha alguém
              argumentar que é
              > só entrar na busca e tal, porque primeiro esse é um serviço pago,
              segundo é
              > totalmente diferente do fato de eu montar o meu próprio arquivo.
              >
              > Alguém pode me explicar a lógica da tal cabeça iluminada? Ou alguém pode
              > explicar para a cabeça iluminada que as pessoas talvez queiram
              armazenar as
              > informações no seu computador, pois nem todas as notícias são perecíveis
              > como o peixe? Alguém consegue explicar por que, em um ambiente
              tecnológico
              > que me permite receber as informações por meio digital, eu tenha de
              > arquivá-las em papel? É uma coisa tão ilógica que esbarra na burrice.
              >
              > Abraços,
              > Fátima Cardoso
              >
              > ----- Original Message -----
              > From: alexvpm@ism. <mailto:alexvpm%40ism.com.br> com.br
              > To: jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
              > yahoogroups.com
              > Sent: Thursday, November 30, 2006 11:26 AM
              > Subject: [jw] Re: Os avanços dos sites dos jornais
              >
              > E eu já me dou por satisfeito em não ler mais nenhum site que mude "do
              > vinho para a lama", como o Globo Online. Por incrível que pareça,
              não está
              > me fazendo nenhuma falta. Por isso, continuo tendo o site da BBC
              entre os
              > meus favoritos, além de manter a assinatura de um jornal impresso
              > (Estadão).
              >
              > Eu não entendo por que esses caras têm a péssima mania de mexer no
              que já
              > está bom. Já não bastava o JB Online ter virado aquele Labirinto de
              Creta
              > virtual? O resultado acaba sendo esse desastre que o Perret nos
              mostrou em
              > relação ao Globo Online.
              >
              > > Vcs são mto otimistas. Eu já me dou por satisfeito por não ver nenhum
              > > projeto "genial" criando a "propaganda política obrigatória na web" ou
              > > coisas do tipo.
              >
              > > ----- Original Message -----
              > > From: "Raphael Perret" <rperret@gmail.
              <mailto:rperret%40gmail.com> com>
              > > To: <jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
              > yahoogroups.com>
              > > Sent: Wednesday, November 29, 2006 12:15 PM
              > > Subject: [jw] Os avanços dos sites dos jornais
              > >
              > > É comovente estar vivo para assistir à evolução dos sites dos jornais
              > > impressos.
              > >
              > > Peguemos o Globo. No início, ele era transposto quase que
              integralmente
              > > para a internet. Cada notícia tinha sua página, em HTML puro,
              lindo, leve
              > > e solto. Ler as notícias era muito simples.
              >
              > [Non-text portions of this message have been removed]
              >
              >
              >
              >
              >
              > [Non-text portions of this message have been removed]
              >
            • Ceila Santos
              diante dessa discussão, tenho uma dúvida. Desculpe pela ignorância, mas o RSS não poderia ser uma ferramenta que também arquivasse estas notícias para
              Message 6 of 19 , Dec 1, 2006
              • 0 Attachment
                diante dessa discussão, tenho uma dúvida. Desculpe pela ignorância, mas o RSS não poderia ser uma ferramenta que também arquivasse estas notícias para leitor? Senão, existe uma ferramenta que permite o leitor criar seus próprios arquivos dentro de um portal? Porque isso poderia ser um serviço gratuito para os assinates de jornais online fechados e um serviço para quem é adepto á democracia. tenho interesse em oferecê-lo no meu pequeno portal caso seja possível...

                aguardo retorno de quem pode esclarecer essas dúvidas!
                Ceila Santos
                Jornalista Freelancer e
                Coordenadora do Desabafo de Mãe
                Tel. 11 3721-5486
                cel.9965-6065
                SKYPE: ceilasantos
                www.desabafodemae.com.br
                http://ceilasantos.blogspot.com
                ----- Original Message -----
                From: Marcelo Sander
                To: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                Sent: Thursday, November 30, 2006 5:34 PM
                Subject: Re: [jw] a volta da pilha de jornais


                Penso diferente.
                Acho que a justificativa deles é a seguinte:
                - Sabemos que as páginas mais vistas não são de notícias novas, mas de
                notícias antigas.
                - Temos um baita banco de dados de notícias antigas, logo, mais
                possibilidades de page views.
                - Se o usuário vê uma vez e salva, ele não vai precisar voltar aqui nunca
                mais.
                - Se eu barro a cópia da notícia, toda vez que ele quiser ver a matéria, vai
                ter que vir aqui e eu ganho com isso, toda vez que ele entrar, com minha
                publicidade.

                É a cruel e estreita visão de mercado.

                Abraço,
                Marcelo Sander

                2006/11/30, Nicolau Centola <centola.nicolau@...>:
                >
                > O mais incrível, Raphael, é que possivelmente nem as pessoas que pagam,
                > assinam o serviço, possam guardar. Pagaram só pra ver. Literalmente
                >
                > Nicolau
                >
                > 2006/11/30, Raphael Perret <rperret@... <rperret%40gmail.com>>:
                > >
                > > Fátima,
                > >
                > > você deu um ótimo argumento a favor da cópia dos textos. Como eu disse,
                > o
                > > jornal supôs que quem copia é criminoso, é proibido porque tem direitos
                > > autorais etc. Putz, e se eu quiser arquivar pra mim mesmo, sem querer
                > > tirar
                > > lucro com isso? Eu posso, poxa. Senão, então é um crime manter jornais
                > > velhos em casa.
                > >
                > > A internet (e também o desenvolvimento tecnológico como um todo,
                > sobretudo
                > > na questão do armazenamento de dados) deu um gás novo à área de
                > > arquivologia, biblioteconomia etc. E, conforme expôs bem a Fátima,
                > parece
                > > que os sites dos jornais jogam contra essa evolução, impedindo o
                > > arquivamento digital e forçando a barra para que continuemos a usar o
                > > papel
                > > sem necessidade.
                > >
                > > O mais engraçado é que antes, lá no início da WWW, tudo isso era mais
                > > fácil.
                > >
                > > []s, Raphael.
                > >
                > > On 11/30/06, Fatima Cardoso <cardosofatima@...<cardosofatima%40hotmail.com><cardosofatima%40hotmail.com>>
                >
                > > wrote:
                > > >
                > > > Oi pessoal,
                > > >
                > > > aproveitando a discussão em torno do Globo Online, se todos fizerem o
                > > > mesmo, será a volta da pilha de jornais. Até o meio da década de 90,
                > > quem
                > > > pretendia guardar uma matéria tinha de recortar, botar em alguma pasta
                > > (ou
                > > > deixar bagunçado mesmo), armazenar em casa até o papel ficar amarelo e
                > > criar
                > > > baratas. Leitores do Globo têm de fazer o mesmo, já que é impossível
                > > copiar
                > > > do Globo digital (eu pelo menos nunca consegui), e nem sempre as
                > > matérias
                > > > são as mesmas do Globo Online (de onde copio pelo código fonte, o que
                > é
                > > uma
                > > > chatice).
                > > >
                > > > Só que eu copio não porque seja gatuna de matérias alheias, mas porque
                > > > trabalho com informação, ora bolas, como qualquer jornalista. Mantenho
                > > no
                > > > computador uma biblioteca capenga (no Word mesmo) de matérias
                > > importantes
                > > > sobre os assuntos que eu cubro ou que me interessam. Se há um
                > benefício
                > > > indiscutível no mundo digital é a possibilidade de arquivar
                > informações
                > > > digitalmente, pois não ocupa espaço nem cria barata (os "véios" como
                > eu,
                > > que
                > > > colecionavam jornais ou revistas, sabem do que estou falando).
                > > >
                > > > Aí vem uma cabeça iluminada no Globo Digital e proíbe que seus
                > leitores
                > > > arquivem as informações. Há sempre a opção de imprimir e guardar a
                > > matéria,
                > > > mas isso atenta contra minha inteligência. Não venha alguém argumentar
                > > que é
                > > > só entrar na busca e tal, porque primeiro esse é um serviço pago,
                > > segundo é
                > > > totalmente diferente do fato de eu montar o meu próprio arquivo.
                > > >
                > > > Alguém pode me explicar a lógica da tal cabeça iluminada? Ou alguém
                > pode
                > > > explicar para a cabeça iluminada que as pessoas talvez queiram
                > armazenar
                > > as
                > > > informações no seu computador, pois nem todas as notícias são
                > perecíveis
                > > > como o peixe? Alguém consegue explicar por que, em um ambiente
                > > tecnológico
                > > > que me permite receber as informações por meio digital, eu tenha de
                > > > arquivá-las em papel? É uma coisa tão ilógica que esbarra na burrice.
                > > >
                > > > Abraços,
                > > > Fátima Cardoso
                > > >
                > > >
                > > > ----- Original Message -----
                > > > From: alexvpm@... <alexvpm%40ism.com.br> <alexvpm%40ism.com.br>
                > > > To: jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                > > > Sent: Thursday, November 30, 2006 11:26 AM
                > > > Subject: [jw] Re: Os avanços dos sites dos jornais
                > > >
                > > >
                > > > E eu já me dou por satisfeito em não ler mais nenhum site que mude "do
                > > > vinho para a lama", como o Globo Online. Por incrível que pareça, não
                > > > está
                > > > me fazendo nenhuma falta. Por isso, continuo tendo o site da BBC entre
                > > > os
                > > > meus favoritos, além de manter a assinatura de um jornal impresso
                > > > (Estadão).
                > > >
                > > > Eu não entendo por que esses caras têm a péssima mania de mexer no que
                > > > já
                > > > está bom. Já não bastava o JB Online ter virado aquele Labirinto de
                > > > Creta
                > > > virtual? O resultado acaba sendo esse desastre que o Perret nos
                > mostrou
                > > > em
                > > > relação ao Globo Online.
                > > >
                > > > > Vcs são mto otimistas. Eu já me dou por satisfeito por não ver
                > nenhum
                > > > > projeto "genial" criando a "propaganda política obrigatória na web"
                > ou
                > > > > coisas do tipo.
                > > >
                > > > > ----- Original Message -----
                > > > > From: "Raphael Perret" <rperret@... <rperret%40gmail.com><rperret%40gmail.com>>
                > > > > To: <jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                > > >
                > > > > Sent: Wednesday, November 29, 2006 12:15 PM
                > > > > Subject: [jw] Os avanços dos sites dos jornais
                > > > >
                > > > > É comovente estar vivo para assistir à evolução dos sites dos
                > jornais
                > > > > impressos.
                > > > >
                > > > > Peguemos o Globo. No início, ele era transposto quase que
                > > > integralmente
                > > > > para a internet. Cada notícia tinha sua página, em HTML puro, lindo,
                > > > leve
                > > > > e solto. Ler as notícias era muito simples.
                > > >
                > > >
                > > >
                > > >
                > > >
                > > > [Non-text portions of this message have been removed]
                > > >
                > > >
                > > >
                > > > ----------------------------------------------------------
                > > >
                > > > JW - Jornalistas da Web
                > > > http://www.jornalistasdaweb.com.br
                > > >
                > > > Para assinar: jornalistasdaweb-subscribe@yahoogroups.com<jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
                > <jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
                > > > Para cancelar: jornalistasdaweb-unsubscribe@yahoogroups.com<jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
                > <jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
                > > > Contato com os administradores: admin@...<admin%40jornalistasdaweb.com.br>
                > <admin%40jornalistasdaweb.com.br>
                > > >
                > > > Pasta de arquivos:
                > http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/files
                > > > Pasta de links: http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/links
                > > > Netiqueta da lista: http://www.jornalistasdaweb.com.br/netiqueta
                > > > Comunidade do JW no Orkut:
                > > > http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=22561589
                > > >
                > > >
                > > > Yahoo! Groups Links
                > > >
                > > >
                > > >
                > > >
                > >
                > > --
                > > Raphael Perret
                > > Jornalista, Mestre em Informática
                > > rperret@... <rperret%40gmail.com> <rperret%40gmail.com>
                > > ---
                > > Butuca Ligada - http://butuca.blogspot.com
                > > BlogBola - http://blogbola.blogspot.com
                > >
                > > [Non-text portions of this message have been removed]
                > >
                > >
                > >
                >
                > [Non-text portions of this message have been removed]
                >
                >
                >

                [Non-text portions of this message have been removed]





                [Non-text portions of this message have been removed]
              • Marcelo Sander
                Olá, Nicola. Segue retorno. Bom, publicidade sim. Na Folha Online: http://publicidade.folha.com.br/pub/script_inic.jsp No O Globo Online:
                Message 7 of 19 , Dec 1, 2006
                • 0 Attachment
                  Olá, Nicola.
                  Segue retorno.

                  Bom, publicidade sim.
                  Na Folha Online: http://publicidade.folha.com.br/pub/script_inic.jsp
                  No O Globo Online: http://oglobo.globo.com/anuncie/
                  No Estadão: http://www.estadao.com.br/mediakit/home.php
                  No JB Online: http://jbonline.terra.com.br/subnavegacao/anuncieaqui.html
                  No Uai: http://www.estaminas.com.br/comoanunciar/
                  Etc...

                  Sobre as notícias antigas, não quis dizer de cinco anos atrás. Poucos hoje
                  vão querer saber sobre o sequestro do Silvio Santos ou a morte do Roberto
                  Marinho. Quanto mais o tempo passa, a possibilidade da notícia ser vista é
                  maior, pois está a mais tempo lá. Foi isso que quis dizer.
                  Essa matéria explica melhor isso:
                  http://www.link.estadao.com.br/index.cfm?id_conteudo=8066

                  Acho que a mensagem no rodapé do site da Folha explica um pouco o que
                  estamos discutindo sobre salvar matérias:
                  "É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de
                  comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha
                  Online."

                  Reparem que é "meio" e não "veículo", portanto, sob esse ponto de vista, até
                  salvar a matéria no computador ou enviar um e-mail com a matéria estariam
                  proibidos.

                  Abraço,
                  Marcelo Sander



                  2006/12/1, Nicolau Centola <centola.nicolau@...>:
                  >
                  > Hummm.. não tenho tanta certeza que as páginas mais vistas são as de
                  > notícias antigas. Sites de jornais, pra mim, tem muito mais o caráter do
                  > hoje que o do ontem.
                  >
                  > Dedocs, ou os arquivos de um jornal (ou revista) sempre foram fonte de
                  > renda. Se você for fazer uma pesquisa no mundo físico em qualquer um
                  > deles,
                  > vai pagar eplas cópias. O ponto aqui é que no mundo virtual, você paga
                  > pelo
                  > serviço, mas mesmo assim pode ter que pagar de novo, ou não consegue
                  > salvar
                  > o que pagou.
                  >
                  > Wow, page views x publicidade. Algum jornal se baseia nisso? Por favor, me
                  > contem, estou curioso...
                  >
                  > abraços
                  >
                  > Nicolau
                  >
                  > 2006/11/30, Marcelo Sander <mbsander@... <mbsander%40gmail.com>>:
                  > >
                  > > Penso diferente.
                  > > Acho que a justificativa deles é a seguinte:
                  > > - Sabemos que as páginas mais vistas não são de notícias novas, mas de
                  > > notícias antigas.
                  > > - Temos um baita banco de dados de notícias antigas, logo, mais
                  > > possibilidades de page views.
                  > > - Se o usuário vê uma vez e salva, ele não vai precisar voltar aqui
                  > nunca
                  > > mais.
                  > > - Se eu barro a cópia da notícia, toda vez que ele quiser ver a matéria,
                  > > vai
                  > > ter que vir aqui e eu ganho com isso, toda vez que ele entrar, com minha
                  > > publicidade.
                  > >
                  > > É a cruel e estreita visão de mercado.
                  > >
                  > > Abraço,
                  > > Marcelo Sander
                  > >
                  > > 2006/11/30, Nicolau Centola <centola.nicolau@...<centola.nicolau%40gmail.com>
                  > <centola.nicolau%40gmail.com>
                  > > >:
                  > > >
                  > > > O mais incrível, Raphael, é que possivelmente nem as pessoas que
                  > pagam,
                  > > > assinam o serviço, possam guardar. Pagaram só pra ver. Literalmente
                  > > >
                  > > > Nicolau
                  > > >
                  > > > 2006/11/30, Raphael Perret <rperret@... <rperret%40gmail.com><rperret%40gmail.com><rperret%
                  > 40gmail.com>>:
                  > > > >
                  > > > > Fátima,
                  > > > >
                  > > > > você deu um ótimo argumento a favor da cópia dos textos. Como eu
                  > > disse,
                  > > > o
                  > > > > jornal supôs que quem copia é criminoso, é proibido porque tem
                  > > direitos
                  > > > > autorais etc. Putz, e se eu quiser arquivar pra mim mesmo, sem
                  > querer
                  > > > > tirar
                  > > > > lucro com isso? Eu posso, poxa. Senão, então é um crime manter
                  > jornais
                  > > > > velhos em casa.
                  > > > >
                  > > > > A internet (e também o desenvolvimento tecnológico como um todo,
                  > > > sobretudo
                  > > > > na questão do armazenamento de dados) deu um gás novo à área de
                  > > > > arquivologia, biblioteconomia etc. E, conforme expôs bem a Fátima,
                  > > > parece
                  > > > > que os sites dos jornais jogam contra essa evolução, impedindo o
                  > > > > arquivamento digital e forçando a barra para que continuemos a usar
                  > o
                  > > > > papel
                  > > > > sem necessidade.
                  > > > >
                  > > > > O mais engraçado é que antes, lá no início da WWW, tudo isso era
                  > mais
                  > > > > fácil.
                  > > > >
                  > > > > []s, Raphael.
                  > > > >
                  > > > > On 11/30/06, Fatima Cardoso <cardosofatima@...<cardosofatima%40hotmail.com>
                  > <cardosofatima%40hotmail.com>
                  > > <cardosofatima%40hotmail.com><cardosofatima%40hotmail.com>>
                  > > >
                  > > > > wrote:
                  > > > > >
                  > > > > > Oi pessoal,
                  > > > > >
                  > > > > > aproveitando a discussão em torno do Globo Online, se todos
                  > fizerem
                  > > o
                  > > > > > mesmo, será a volta da pilha de jornais. Até o meio da década de
                  > 90,
                  > > > > quem
                  > > > > > pretendia guardar uma matéria tinha de recortar, botar em alguma
                  > > pasta
                  > > > > (ou
                  > > > > > deixar bagunçado mesmo), armazenar em casa até o papel ficar
                  > amarelo
                  > > e
                  > > > > criar
                  > > > > > baratas. Leitores do Globo têm de fazer o mesmo, já que é
                  > impossível
                  > > > > copiar
                  > > > > > do Globo digital (eu pelo menos nunca consegui), e nem sempre as
                  > > > > matérias
                  > > > > > são as mesmas do Globo Online (de onde copio pelo código fonte, o
                  > > que
                  > > > é
                  > > > > uma
                  > > > > > chatice).
                  > > > > >
                  > > > > > Só que eu copio não porque seja gatuna de matérias alheias, mas
                  > > porque
                  > > > > > trabalho com informação, ora bolas, como qualquer jornalista.
                  > > Mantenho
                  > > > > no
                  > > > > > computador uma biblioteca capenga (no Word mesmo) de matérias
                  > > > > importantes
                  > > > > > sobre os assuntos que eu cubro ou que me interessam. Se há um
                  > > > benefício
                  > > > > > indiscutível no mundo digital é a possibilidade de arquivar
                  > > > informações
                  > > > > > digitalmente, pois não ocupa espaço nem cria barata (os "véios"
                  > como
                  > > > eu,
                  > > > > que
                  > > > > > colecionavam jornais ou revistas, sabem do que estou falando).
                  > > > > >
                  > > > > > Aí vem uma cabeça iluminada no Globo Digital e proíbe que seus
                  > > > leitores
                  > > > > > arquivem as informações. Há sempre a opção de imprimir e guardar a
                  > > > > matéria,
                  > > > > > mas isso atenta contra minha inteligência. Não venha alguém
                  > > argumentar
                  > > > > que é
                  > > > > > só entrar na busca e tal, porque primeiro esse é um serviço pago,
                  > > > > segundo é
                  > > > > > totalmente diferente do fato de eu montar o meu próprio arquivo.
                  > > > > >
                  > > > > > Alguém pode me explicar a lógica da tal cabeça iluminada? Ou
                  > alguém
                  > > > pode
                  > > > > > explicar para a cabeça iluminada que as pessoas talvez queiram
                  > > > armazenar
                  > > > > as
                  > > > > > informações no seu computador, pois nem todas as notícias são
                  > > > perecíveis
                  > > > > > como o peixe? Alguém consegue explicar por que, em um ambiente
                  > > > > tecnológico
                  > > > > > que me permite receber as informações por meio digital, eu tenha
                  > de
                  > > > > > arquivá-las em papel? É uma coisa tão ilógica que esbarra na
                  > > burrice.
                  > > > > >
                  > > > > > Abraços,
                  > > > > > Fátima Cardoso
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > > ----- Original Message -----
                  > > > > > From: alexvpm@... <alexvpm%40ism.com.br> <alexvpm%40ism.
                  > com.br> <alexvpm%40ism.
                  > > com.br> <alexvpm%40ism.com.br>
                  > > > > > To: jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                  > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                  > > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                  > > > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                  > > > > > Sent: Thursday, November 30, 2006 11:26 AM
                  > > > > > Subject: [jw] Re: Os avanços dos sites dos jornais
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > > E eu já me dou por satisfeito em não ler mais nenhum site que mude
                  > > "do
                  > > > > > vinho para a lama", como o Globo Online. Por incrível que pareça,
                  > > não
                  > > > > > está
                  > > > > > me fazendo nenhuma falta. Por isso, continuo tendo o site da BBC
                  > > entre
                  > > > > > os
                  > > > > > meus favoritos, além de manter a assinatura de um jornal impresso
                  > > > > > (Estadão).
                  > > > > >
                  > > > > > Eu não entendo por que esses caras têm a péssima mania de mexer no
                  > > que
                  > > > > > já
                  > > > > > está bom. Já não bastava o JB Online ter virado aquele Labirinto
                  > de
                  > > > > > Creta
                  > > > > > virtual? O resultado acaba sendo esse desastre que o Perret nos
                  > > > mostrou
                  > > > > > em
                  > > > > > relação ao Globo Online.
                  > > > > >
                  > > > > > > Vcs são mto otimistas. Eu já me dou por satisfeito por não ver
                  > > > nenhum
                  > > > > > > projeto "genial" criando a "propaganda política obrigatória na
                  > > web"
                  > > > ou
                  > > > > > > coisas do tipo.
                  > > > > >
                  > > > > > > ----- Original Message -----
                  > > > > > > From: "Raphael Perret" <rperret@... <rperret%40gmail.com><rperret%40gmail.com><rperret%
                  > 40gmail.com><rperret%
                  > > 40gmail.com>>
                  > > > > > > To: <jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                  > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                  > > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                  > > > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                  > > > > >
                  > > > > > > Sent: Wednesday, November 29, 2006 12:15 PM
                  > > > > > > Subject: [jw] Os avanços dos sites dos jornais
                  > > > > > >
                  > > > > > > É comovente estar vivo para assistir à evolução dos sites dos
                  > > > jornais
                  > > > > > > impressos.
                  > > > > > >
                  > > > > > > Peguemos o Globo. No início, ele era transposto quase que
                  > > > > > integralmente
                  > > > > > > para a internet. Cada notícia tinha sua página, em HTML puro,
                  > > lindo,
                  > > > > > leve
                  > > > > > > e solto. Ler as notícias era muito simples.
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > > [Non-text portions of this message have been removed]
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > > ----------------------------------------------------------
                  > > > > >
                  > > > > > JW - Jornalistas da Web
                  > > > > > http://www.jornalistasdaweb.com.br
                  > > > > >
                  > > > > > Para assinar: jornalistasdaweb-subscribe@yahoogroups.com<jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
                  > <jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
                  > > <jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
                  > > > <jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
                  > > > > > Para cancelar: jornalistasdaweb-unsubscribe@yahoogroups.com<jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
                  > <jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
                  > > <jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
                  > > > <jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
                  > > > > > Contato com os administradores: admin@...<admin%40jornalistasdaweb.com.br>
                  > <admin%40jornalistasdaweb.com.br>
                  > > <admin%40jornalistasdaweb.com.br>
                  > > > <admin%40jornalistasdaweb.com.br>
                  > > > > >
                  > > > > > Pasta de arquivos:
                  > > > http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/files
                  > > > > > Pasta de links:
                  > http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/links
                  > > > > > Netiqueta da lista: http://www.jornalistasdaweb.com.br/netiqueta
                  > > > > > Comunidade do JW no Orkut:
                  > > > > > http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=22561589
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > > Yahoo! Groups Links
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > > >
                  > > > >
                  > > > > --
                  > > > > Raphael Perret
                  > > > > Jornalista, Mestre em Informática
                  > > > > rperret@... <rperret%40gmail.com> <rperret%40gmail.com>
                  > <rperret%40gmail.com>
                  > > <rperret%40gmail.com>
                  > > > > ---
                  > > > > Butuca Ligada - http://butuca.blogspot.com
                  > > > > BlogBola - http://blogbola.blogspot.com
                  > > > >
                  > > > > [Non-text portions of this message have been removed]
                  > > > >
                  > > > >
                  > > > >
                  > > >
                  > > > [Non-text portions of this message have been removed]
                  > > >
                  > > >
                  > > >
                  > >
                  > > [Non-text portions of this message have been removed]
                  > >
                  > >
                  > >
                  >
                  > [Non-text portions of this message have been removed]
                  >
                  >
                  >


                  [Non-text portions of this message have been removed]
                • Raphael Perret
                  oi, Ceila. O RSS pode, sim, servir pra isso. Mas há alguns problemas. Nem sempre os jornais criam feeds com o texto completo da matéria. Eles divulgam o
                  Message 8 of 19 , Dec 1, 2006
                  • 0 Attachment
                    oi, Ceila.

                    O RSS pode, sim, servir pra isso. Mas há alguns problemas. Nem sempre os
                    jornais criam feeds com o texto completo da matéria. Eles divulgam o título
                    e um subtítulo, ou as primeiras X palavras do texto. Tudo para você clicar
                    no link e entrar no site - e, de quebra, dar-lhes alguns cliques e page
                    views espertos.

                    Mas a sua idéia sobre um serviço alternativo de arquivamento é boa. Vale a
                    pena estudá-la.

                    Um abraço.

                    On 12/1/06, Ceila Santos <ceilasantos@...> wrote:
                    >
                    > diante dessa discussão, tenho uma dúvida. Desculpe pela ignorância, mas o
                    > RSS não poderia ser uma ferramenta que também arquivasse estas notícias para
                    > leitor? Senão, existe uma ferramenta que permite o leitor criar seus
                    > próprios arquivos dentro de um portal? Porque isso poderia ser um serviço
                    > gratuito para os assinates de jornais online fechados e um serviço para quem
                    > é adepto á democracia. tenho interesse em oferecê-lo no meu pequeno portal
                    > caso seja possível...
                    >
                    > aguardo retorno de quem pode esclarecer essas dúvidas!
                    > Ceila Santos
                    > Jornalista Freelancer e
                    > Coordenadora do Desabafo de Mãe
                    > Tel. 11 3721-5486
                    > cel.9965-6065
                    > SKYPE: ceilasantos
                    > www.desabafodemae.com.br
                    > http://ceilasantos.blogspot.com
                    > ----- Original Message -----
                    > From: Marcelo Sander
                    > To: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                    > Sent: Thursday, November 30, 2006 5:34 PM
                    > Subject: Re: [jw] a volta da pilha de jornais
                    >
                    >
                    > Penso diferente.
                    > Acho que a justificativa deles é a seguinte:
                    > - Sabemos que as páginas mais vistas não são de notícias novas, mas de
                    > notícias antigas.
                    > - Temos um baita banco de dados de notícias antigas, logo, mais
                    > possibilidades de page views.
                    > - Se o usuário vê uma vez e salva, ele não vai precisar voltar aqui
                    > nunca
                    > mais.
                    > - Se eu barro a cópia da notícia, toda vez que ele quiser ver a matéria,
                    > vai
                    > ter que vir aqui e eu ganho com isso, toda vez que ele entrar, com minha
                    > publicidade.
                    >
                    > É a cruel e estreita visão de mercado.
                    >
                    > Abraço,
                    > Marcelo Sander
                    >
                    > 2006/11/30, Nicolau Centola <centola.nicolau@...>:
                    > >
                    > > O mais incrível, Raphael, é que possivelmente nem as pessoas que
                    > pagam,
                    > > assinam o serviço, possam guardar. Pagaram só pra ver. Literalmente
                    > >
                    > > Nicolau
                    > >
                    > > 2006/11/30, Raphael Perret <rperret@... <rperret%40gmail.com>>:
                    > > >
                    > > > Fátima,
                    > > >
                    > > > você deu um ótimo argumento a favor da cópia dos textos. Como eu
                    > disse,
                    > > o
                    > > > jornal supôs que quem copia é criminoso, é proibido porque tem
                    > direitos
                    > > > autorais etc. Putz, e se eu quiser arquivar pra mim mesmo, sem
                    > querer
                    > > > tirar
                    > > > lucro com isso? Eu posso, poxa. Senão, então é um crime manter
                    > jornais
                    > > > velhos em casa.
                    > > >
                    > > > A internet (e também o desenvolvimento tecnológico como um todo,
                    > > sobretudo
                    > > > na questão do armazenamento de dados) deu um gás novo à área de
                    > > > arquivologia, biblioteconomia etc. E, conforme expôs bem a Fátima,
                    > > parece
                    > > > que os sites dos jornais jogam contra essa evolução, impedindo o
                    > > > arquivamento digital e forçando a barra para que continuemos a usar
                    > o
                    > > > papel
                    > > > sem necessidade.
                    > > >
                    > > > O mais engraçado é que antes, lá no início da WWW, tudo isso era
                    > mais
                    > > > fácil.
                    > > >
                    > > > []s, Raphael.
                    > > >
                    > > > On 11/30/06, Fatima Cardoso <cardosofatima@...
                    > <cardosofatima%40hotmail.com><cardosofatima%40hotmail.com>>
                    > >
                    > > > wrote:
                    > > > >
                    > > > > Oi pessoal,
                    > > > >
                    > > > > aproveitando a discussão em torno do Globo Online, se todos
                    > fizerem o
                    > > > > mesmo, será a volta da pilha de jornais. Até o meio da década de
                    > 90,
                    > > > quem
                    > > > > pretendia guardar uma matéria tinha de recortar, botar em alguma
                    > pasta
                    > > > (ou
                    > > > > deixar bagunçado mesmo), armazenar em casa até o papel ficar
                    > amarelo e
                    > > > criar
                    > > > > baratas. Leitores do Globo têm de fazer o mesmo, já que é
                    > impossível
                    > > > copiar
                    > > > > do Globo digital (eu pelo menos nunca consegui), e nem sempre as
                    > > > matérias
                    > > > > são as mesmas do Globo Online (de onde copio pelo código fonte, o
                    > que
                    > > é
                    > > > uma
                    > > > > chatice).
                    > > > >
                    > > > > Só que eu copio não porque seja gatuna de matérias alheias, mas
                    > porque
                    > > > > trabalho com informação, ora bolas, como qualquer jornalista.
                    > Mantenho
                    > > > no
                    > > > > computador uma biblioteca capenga (no Word mesmo) de matérias
                    > > > importantes
                    > > > > sobre os assuntos que eu cubro ou que me interessam. Se há um
                    > > benefício
                    > > > > indiscutível no mundo digital é a possibilidade de arquivar
                    > > informações
                    > > > > digitalmente, pois não ocupa espaço nem cria barata (os "véios"
                    > como
                    > > eu,
                    > > > que
                    > > > > colecionavam jornais ou revistas, sabem do que estou falando).
                    > > > >
                    > > > > Aí vem uma cabeça iluminada no Globo Digital e proíbe que seus
                    > > leitores
                    > > > > arquivem as informações. Há sempre a opção de imprimir e guardar a
                    > > > matéria,
                    > > > > mas isso atenta contra minha inteligência. Não venha alguém
                    > argumentar
                    > > > que é
                    > > > > só entrar na busca e tal, porque primeiro esse é um serviço pago,
                    > > > segundo é
                    > > > > totalmente diferente do fato de eu montar o meu próprio arquivo.
                    > > > >
                    > > > > Alguém pode me explicar a lógica da tal cabeça iluminada? Ou
                    > alguém
                    > > pode
                    > > > > explicar para a cabeça iluminada que as pessoas talvez queiram
                    > > armazenar
                    > > > as
                    > > > > informações no seu computador, pois nem todas as notícias são
                    > > perecíveis
                    > > > > como o peixe? Alguém consegue explicar por que, em um ambiente
                    > > > tecnológico
                    > > > > que me permite receber as informações por meio digital, eu tenha
                    > de
                    > > > > arquivá-las em papel? É uma coisa tão ilógica que esbarra na
                    > burrice.
                    > > > >
                    > > > > Abraços,
                    > > > > Fátima Cardoso
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > > ----- Original Message -----
                    > > > > From: alexvpm@... <alexvpm%40ism.com.br>
                    > <alexvpm%40ism.com.br>
                    > > > > To: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                    > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                    > > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                    > > > > Sent: Thursday, November 30, 2006 11:26 AM
                    > > > > Subject: [jw] Re: Os avanços dos sites dos jornais
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > > E eu já me dou por satisfeito em não ler mais nenhum site que mude
                    > "do
                    > > > > vinho para a lama", como o Globo Online. Por incrível que pareça,
                    > não
                    > > > > está
                    > > > > me fazendo nenhuma falta. Por isso, continuo tendo o site da BBC
                    > entre
                    > > > > os
                    > > > > meus favoritos, além de manter a assinatura de um jornal impresso
                    > > > > (Estadão).
                    > > > >
                    > > > > Eu não entendo por que esses caras têm a péssima mania de mexer no
                    > que
                    > > > > já
                    > > > > está bom. Já não bastava o JB Online ter virado aquele Labirinto
                    > de
                    > > > > Creta
                    > > > > virtual? O resultado acaba sendo esse desastre que o Perret nos
                    > > mostrou
                    > > > > em
                    > > > > relação ao Globo Online.
                    > > > >
                    > > > > > Vcs são mto otimistas. Eu já me dou por satisfeito por não ver
                    > > nenhum
                    > > > > > projeto "genial" criando a "propaganda política obrigatória na
                    > web"
                    > > ou
                    > > > > > coisas do tipo.
                    > > > >
                    > > > > > ----- Original Message -----
                    > > > > > From: "Raphael Perret" <rperret@...<rperret%40gmail.com><rperret%40gmail.com>>
                    > > > > > To: <jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                    > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                    > > <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                    > > > >
                    > > > > > Sent: Wednesday, November 29, 2006 12:15 PM
                    > > > > > Subject: [jw] Os avanços dos sites dos jornais
                    > > > > >
                    > > > > > É comovente estar vivo para assistir à evolução dos sites dos
                    > > jornais
                    > > > > > impressos.
                    > > > > >
                    > > > > > Peguemos o Globo. No início, ele era transposto quase que
                    > > > > integralmente
                    > > > > > para a internet. Cada notícia tinha sua página, em HTML puro,
                    > lindo,
                    > > > > leve
                    > > > > > e solto. Ler as notícias era muito simples.
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > > [Non-text portions of this message have been removed]
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > > ----------------------------------------------------------
                    > > > >
                    > > > > JW - Jornalistas da Web
                    > > > > http://www.jornalistasdaweb.com.br
                    > > > >
                    > > > > Para assinar: jornalistasdaweb-subscribe@yahoogroups.com
                    > <jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
                    > > <jornalistasdaweb-subscribe%40yahoogroups.com>
                    > > > > Para cancelar: jornalistasdaweb-unsubscribe@yahoogroups.com
                    > <jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
                    > > <jornalistasdaweb-unsubscribe%40yahoogroups.com>
                    > > > > Contato com os administradores: admin@...
                    > <admin%40jornalistasdaweb.com.br>
                    > > <admin%40jornalistasdaweb.com.br>
                    > > > >
                    > > > > Pasta de arquivos:
                    > > http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/files
                    > > > > Pasta de links:
                    > http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/links
                    > > > > Netiqueta da lista: http://www.jornalistasdaweb.com.br/netiqueta
                    > > > > Comunidade do JW no Orkut:
                    > > > > http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=22561589
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > > Yahoo! Groups Links
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > >
                    > > > >
                    > > >
                    > > > --
                    > > > Raphael Perret
                    > > > Jornalista, Mestre em Informática
                    > > > rperret@... <rperret%40gmail.com> <rperret%40gmail.com>
                    > > > ---
                    > > > Butuca Ligada - http://butuca.blogspot.com
                    > > > BlogBola - http://blogbola.blogspot.com
                    > > >
                    > > > [Non-text portions of this message have been removed]
                    > > >
                    > > >
                    > > >
                    > >
                    > > [Non-text portions of this message have been removed]
                    > >
                    > >
                    > >
                    >
                    > [Non-text portions of this message have been removed]
                    >
                    >
                    >
                    >
                    >
                    > [Non-text portions of this message have been removed]
                    >
                    >
                    >
                    > -----------------------------------------------------------
                    >
                    > JW - Jornalistas da Web
                    > http://www.jornalistasdaweb.com.br
                    >
                    > Para assinar: jornalistasdaweb-subscribe@yahoogroups.com
                    > Para cancelar: jornalistasdaweb-unsubscribe@yahoogroups.com
                    > Contato com os administradores: admin@...
                    >
                    > Pasta de arquivos: http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/files
                    > Pasta de links: http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/links
                    > Netiqueta da lista: http://www.jornalistasdaweb.com.br/netiqueta
                    > Comunidade do JW no Orkut:
                    > http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=22561589
                    >
                    >
                    > Yahoo! Groups Links
                    >
                    >
                    >
                    >


                    --
                    Raphael Perret
                    Jornalista, Mestre em Informática
                    rperret@...
                    ---
                    Butuca Ligada - http://butuca.blogspot.com
                    BlogBola - http://blogbola.blogspot.com


                    [Non-text portions of this message have been removed]
                  • Raphael Perret
                    Eric, enquanto o jornal quer dinheiro, lucro, propaganda etc., o leitor quer matéria pra ver mais rápido, de forma simples, e que possa copiar se ele quiser.
                    Message 9 of 19 , Dec 1, 2006
                    • 0 Attachment
                      Eric,

                      enquanto o jornal quer dinheiro, lucro, propaganda etc., o leitor quer
                      mat�ria pra ver mais r�pido, de forma simples, e que possa copiar se ele
                      quiser. � quest�o de interesse. Cada um tem o seu. A empresa quer o capital,
                      o cliente quer o servi�o bem prestado. O pulo do gato � fazer a conjuga��o
                      de forma mais equilibrada poss�vel.

                      []s, Raphael.

                      On 12/1/06, eric_moreira <eric_moreira@...> wrote:
                      >
                      > Acho q algu�m j� comentou aqui na lista sobre a mat�ria da Folha
                      > falando do esp�rito hippie que assola a internet.
                      >
                      > Realmente, vendo as discuss�es aqui na lista, fico impressionado em
                      > quanto estamos acomodados em lidar com o "maravilhoso mundo web" como
                      > se ele n�o tivesse rela��o com neg�cios, dinheiro, capitalismo, etc.
                      >
                      > Criticar o jornal pelas mudan�as no site, ok. Afinal, cada usu�rio
                      > pensa de um jeito, agora ficar clamando uma bondade universal porque
                      > estamos na internet denota falta de maturidade.
                      >
                      > A longo prazo, O Globo pode at� estar colocando a corda no pesco�o,
                      > mas a estrat�gia de qualquer empresa de comunica��o � vender conte�do,
                      > seja anunciando, seja cobrando diretamente dos leitores. Sabemos que o
                      > retorno em propaganda na web brasileira ainda n�o est� maduro e por
                      > isso, o leitor � cobrado. O melhor � que a empresa banque pelo leitor
                      > e tente otimizar a propaganda, mas os caras fizeram a escolha mais
                      > r�pida.
                      >
                      > A Folha vincula acesso ao UOL e o Estad�o tamb�m � fechado. H� alguns
                      > meses, algu�m postou aqui o que a Cora Ronai tinha apurado dentro do
                      > Globo sobre a cobran�a. Eles alegam fazer isso principalmente por
                      > conta de jornais menores que deixam de comprar conte�do na Ag�ncia O
                      > Globo. Se bem me lembro, foi apontado um crescimento de 15% depois da
                      > mudan�a. Se valeu a pena, se os caras fizeram certo, sinceramente, n�o
                      > sei. Mas eles queriam essa grana e conseguiram.
                      >
                      > O que n�o gosto de ver numa lista de profissionais web � esse clima de
                      > Internet Woodstock.
                      >
                      > Abs,
                      > Eric
                      >
                      >
                      > --- In jornalistasdaweb@yahoogroups.com, "Lucia Freitas"
                      > <ltfreitas@...> wrote:
                      > >
                      > > Ningu�m conseguiu falar com todas as letras: o arquivo virou "servi�o" e
                      > > fonte de renda. Com o nosso trabalho que, lembrem-se, � pago uma vez
                      > s� e
                      > > olhe l�. O leitor e o assinante pagam duas vezes: pra ler e pra ter o
                      > > arquivo. Pior � que hoje a sociedade � dependente de informa��o � e
                      > o povo
                      > > da comunica��o est� no topo desta pir�mide alimentar. Nossos
                      > Sindicatos e
                      > > Federa��es de classe organizarem isso de alguma forma? Nem pensar.
                      > S� pensam
                      > > � na contribui��o mensal/anual/semanal e oferecem uns servicinhos
                      > p�fios pra
                      > > justificar. Costurar acordos que facilitem pesquisas? Nem passou
                      > pela cabe�a
                      > > � est� dado, porque pensam com a cabe�a de 5 anos atr�s: quem est�
                      > > trabalhando tem fontes, arquivo, suporte.
                      > >
                      > > Quando a gente est� no Globo, no JB, Folha, Estad�o, Valor ou Abril tem
                      > > mecanismos de busca eficientes dentro das bases de dados pr�prias,
                      > que nos
                      > > d�o milhares de informa��es sobre um determinado tema. Quem tenta
                      > autonomia,
                      > > que rale, recorte ou descubra atalhos pra manter o direito de acesso �
                      > > informa��o. � justo?
                      > >
                      > > Ai gente, t� de mau humor, desculpem o desabafo.
                      > >
                      > >
                      > >
                      > > Lucia Freitas
                      > >
                      > > http://ladybugbrazil.blogspot.com
                      > >
                      > > http://puzzlediario.blogspot.com
                      > >
                      > > _____
                      > >
                      > > De: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                      > > [mailto:jornalistasdaweb@yahoogroups.com] Em nome de Fatima Cardoso
                      > > Enviada em: quinta-feira, 30 de novembro de 2006 14:36
                      > > Para: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                      > > Assunto: [jw] a volta da pilha de jornais
                      > >
                      > >
                      > >
                      > > Oi pessoal,
                      > >
                      > > aproveitando a discuss�o em torno do Globo Online, se todos fizerem
                      > o mesmo,
                      > > ser� a volta da pilha de jornais. At� o meio da d�cada de 90, quem
                      > pretendia
                      > > guardar uma mat�ria tinha de recortar, botar em alguma pasta (ou deixar
                      > > bagun�ado mesmo), armazenar em casa at� o papel ficar amarelo e criar
                      > > baratas. Leitores do Globo t�m de fazer o mesmo, j� que � imposs�vel
                      > copiar
                      > > do Globo digital (eu pelo menos nunca consegui), e nem sempre as
                      > mat�rias
                      > > s�o as mesmas do Globo Online (de onde copio pelo c�digo fonte, o
                      > que � uma
                      > > chatice).
                      > >
                      > > S� que eu copio n�o porque seja gatuna de mat�rias alheias, mas porque
                      > > trabalho com informa��o, ora bolas, como qualquer jornalista.
                      > Mantenho no
                      > > computador uma biblioteca capenga (no Word mesmo) de mat�rias
                      > importantes
                      > > sobre os assuntos que eu cubro ou que me interessam. Se h� um benef�cio
                      > > indiscut�vel no mundo digital � a possibilidade de arquivar informa��es
                      > > digitalmente, pois n�o ocupa espa�o nem cria barata (os "v�ios" como
                      > eu, que
                      > > colecionavam jornais ou revistas, sabem do que estou falando).
                      > >
                      > > A� vem uma cabe�a iluminada no Globo Digital e pro�be que seus leitores
                      > > arquivem as informa��es. H� sempre a op��o de imprimir e guardar a
                      > mat�ria,
                      > > mas isso atenta contra minha intelig�ncia. N�o venha algu�m
                      > argumentar que �
                      > > s� entrar na busca e tal, porque primeiro esse � um servi�o pago,
                      > segundo �
                      > > totalmente diferente do fato de eu montar o meu pr�prio arquivo.
                      > >
                      > > Algu�m pode me explicar a l�gica da tal cabe�a iluminada? Ou algu�m pode
                      > > explicar para a cabe�a iluminada que as pessoas talvez queiram
                      > armazenar as
                      > > informa��es no seu computador, pois nem todas as not�cias s�o perec�veis
                      > > como o peixe? Algu�m consegue explicar por que, em um ambiente
                      > tecnol�gico
                      > > que me permite receber as informa��es por meio digital, eu tenha de
                      > > arquiv�-las em papel? � uma coisa t�o il�gica que esbarra na burrice.
                      > >
                      > > Abra�os,
                      > > F�tima Cardoso
                      > >
                      > > ----- Original Message -----
                      > > From: alexvpm@ism. <mailto:alexvpm%40ism.com.br> com.br
                      > > To: jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                      > > yahoogroups.com
                      > > Sent: Thursday, November 30, 2006 11:26 AM
                      > > Subject: [jw] Re: Os avan�os dos sites dos jornais
                      > >
                      > > E eu j� me dou por satisfeito em n�o ler mais nenhum site que mude "do
                      > > vinho para a lama", como o Globo Online. Por incr�vel que pare�a,
                      > n�o est�
                      > > me fazendo nenhuma falta. Por isso, continuo tendo o site da BBC
                      > entre os
                      > > meus favoritos, al�m de manter a assinatura de um jornal impresso
                      > > (Estad�o).
                      > >
                      > > Eu n�o entendo por que esses caras t�m a p�ssima mania de mexer no
                      > que j�
                      > > est� bom. J� n�o bastava o JB Online ter virado aquele Labirinto de
                      > Creta
                      > > virtual? O resultado acaba sendo esse desastre que o Perret nos
                      > mostrou em
                      > > rela��o ao Globo Online.
                      > >
                      > > > Vcs s�o mto otimistas. Eu j� me dou por satisfeito por n�o ver nenhum
                      > > > projeto "genial" criando a "propaganda pol�tica obrigat�ria na web" ou
                      > > > coisas do tipo.
                      > >
                      > > > ----- Original Message -----
                      > > > From: "Raphael Perret" <rperret@gmail.
                      > <mailto:rperret%40gmail.com> com>
                      > > > To: <jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                      > > yahoogroups.com>
                      > > > Sent: Wednesday, November 29, 2006 12:15 PM
                      > > > Subject: [jw] Os avan�os dos sites dos jornais
                      > > >
                      > > > � comovente estar vivo para assistir � evolu��o dos sites dos jornais
                      > > > impressos.
                      > > >
                      > > > Peguemos o Globo. No in�cio, ele era transposto quase que
                      > integralmente
                      > > > para a internet. Cada not�cia tinha sua p�gina, em HTML puro,
                      > lindo, leve
                      > > > e solto. Ler as not�cias era muito simples.
                      > >
                      > > [Non-text portions of this message have been removed]
                      > >
                      > >
                      > >
                      > >
                      > >
                      > > [Non-text portions of this message have been removed]
                      > >
                      >
                      >
                      >
                      >
                      > -----------------------------------------------------------
                      >
                      > JW - Jornalistas da Web
                      > http://www.jornalistasdaweb.com.br
                      >
                      > Para assinar: jornalistasdaweb-subscribe@yahoogroups.com
                      > Para cancelar: jornalistasdaweb-unsubscribe@yahoogroups.com
                      > Contato com os administradores: admin@...
                      >
                      > Pasta de arquivos: http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/files
                      > Pasta de links: http://groups.yahoo.com/group/jornalistasdaweb/links
                      > Netiqueta da lista: http://www.jornalistasdaweb.com.br/netiqueta
                      > Comunidade do JW no Orkut:
                      > http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=22561589
                      >
                      >
                      > Yahoo! Groups Links
                      >
                      >
                      >
                      >


                      --
                      Raphael Perret
                      Jornalista, Mestre em Inform�tica
                      rperret@...
                      ---
                      Butuca Ligada - http://butuca.blogspot.com
                      BlogBola - http://blogbola.blogspot.com


                      [Non-text portions of this message have been removed]
                    • Fatima Cardoso
                      Eric e pessoal, Eu não sei o que esta discussão tem a ver com espírito hippie. Ninguém falou em maravilhoso mundo da web, nem em bondade das empresas. Esta
                      Message 10 of 19 , Dec 1, 2006
                      • 0 Attachment
                        Eric e pessoal,

                        Eu não sei o que esta discussão tem a ver com espírito hippie. Ninguém falou em maravilhoso mundo da web, nem em bondade das empresas. Esta discussão tem a ver com o tema "para que servem as coisas". Para jornalistas (e mais um monte de profissionais), informação é ferramenta de trabalho. Eu assino a Folha e o Estado. Pago pelo jornal impresso e tenho acesso a ele na internet. Quando quero copiar uma matéria para arquivar na minha biblioteca digital mambembe, faço-o sem problemas. E não guardo jornais velhos.

                        O assinante do Globo pode fazer isso? Acho que não. Você já tentou uma busca no Globo Digital, que é a versão impressa? Acabei de fazer isso. O sistema diz, hoje, que "a data inicial deve ser á partir de 25/11/2006" (sim, tem esse acento agudo no "a", para você ver o nível da coisa). A busca do Globo Online, quando funciona, só traz matérias do Globo Online, obviamente. Aquele sistema de compra de matérias de arquivo que o Nicolau descreveu eu não sei onde foi parar.

                        Tem coisa que é estratégia de negócio. Tem coisa que é burrice. Tem coisa que é algum lâmpada ter uma idéia supostamente genial e vender isso para o chefe que também acha genial, só que não tem nada a ver com o mundo que o cerca. Se é possível complicar, para que simplificar, não é mesmo? Conseguiram complicar a leitura do Globo na internet a tal ponto que eu parei de ler. Só voltei quando colocaram a opção de ler o texto ao lado da página, sem ter que ficar arrastando aquele fac-símile do jornal para cima e para baixo. Você pode imaginar a quantidade de reclamações que eles receberam até oferecer essa opção?

                        Se o jornal quer cobrar, cobre. Mas faça a coisa direito. Faça como o New York Times, por exemplo, que deixa o conteúdo aberto por uma semana. Você pode copiar qualquer coisa dali. Matérias mais antigas são encontradas pela busca e cobradas. Entretanto, o jornal fechou o conteúdo daquilo que mais agrega valor (para usar linguagem de economista), que são as colunas de gente como Thomas Friedman, Maureen Dowd, Paul Krugman. Esse conteúdo está no TimesSelect. Assinantes da edição impressa levam o TimesSelect de graça. Assinantes digitais pagam 50 dólares por ano e têm, além do conteúdo fechado, acesso ao arquivo. Quando é que a Editora Abril, por exemplo, vai lançar uma assinatura digital do seu portal para que o leitor veja o conteúdo das revistas sem ter de assinar a versão impressa de todas elas, e sem que a Abril tenha de gastar em papel, impressão e distribuição? Tô esperando há anos.

                        Além disso, há o espírito pouco mesquinho. Um exemplo: o NYT publicou por seis ou sete meses matérias especiais sobre novas fontes de energia. Quando você acessa uma, tem o link para todas as outras, mesmo as de meses atrás (que teoricamente seriam cobradas). Só que novas fontes de energia são um assunto vital para o mundo que sofre as conseqüências do aquecimento global. Aí o editor tá mais preocupado em divulgar a informação completa (a série toda de matérias) para quem está interessado no assunto do que nos caraminguás a mais que o jornal iria ganhar por aquilo. É com atitudes como essa que se constrói uma marca. Enquanto isso, o Globo, para privilegiar o produto da Agência, irrita todos os seus leitores supondo que são gatunos. Tenha dó.

                        Abraços,
                        Fátima



                        ----- Original Message -----
                        From: eric_moreira
                        To: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                        Sent: Friday, December 01, 2006 10:49 AM
                        Subject: Re: RES: [jw] a volta da pilha de jornais


                        Acho q alguém já comentou aqui na lista sobre a matéria da Folha
                        falando do espírito hippie que assola a internet.

                        Realmente, vendo as discussões aqui na lista, fico impressionado em
                        quanto estamos acomodados em lidar com o "maravilhoso mundo web" como
                        se ele não tivesse relação com negócios, dinheiro, capitalismo, etc.

                        Criticar o jornal pelas mudanças no site, ok. Afinal, cada usuário
                        pensa de um jeito, agora ficar clamando uma bondade universal porque
                        estamos na internet denota falta de maturidade.

                        A longo prazo, O Globo pode até estar colocando a corda no pescoço,
                        mas a estratégia de qualquer empresa de comunicação é vender conteúdo,
                        seja anunciando, seja cobrando diretamente dos leitores. Sabemos que o
                        retorno em propaganda na web brasileira ainda não está maduro e por
                        isso, o leitor é cobrado. O melhor é que a empresa banque pelo leitor
                        e tente otimizar a propaganda, mas os caras fizeram a escolha mais
                        rápida.

                        A Folha vincula acesso ao UOL e o Estadão também é fechado. Há alguns
                        meses, alguém postou aqui o que a Cora Ronai tinha apurado dentro do
                        Globo sobre a cobrança. Eles alegam fazer isso principalmente por
                        conta de jornais menores que deixam de comprar conteúdo na Agência O
                        Globo. Se bem me lembro, foi apontado um crescimento de 15% depois da
                        mudança. Se valeu a pena, se os caras fizeram certo, sinceramente, não
                        sei. Mas eles queriam essa grana e conseguiram.

                        O que não gosto de ver numa lista de profissionais web é esse clima de
                        Internet Woodstock.

                        Abs,
                        Eric

                        --- In jornalistasdaweb@yahoogroups.com, "Lucia Freitas"
                        <ltfreitas@...> wrote:
                        >
                        > Ninguém conseguiu falar com todas as letras: o arquivo virou "serviço" e
                        > fonte de renda. Com o nosso trabalho que, lembrem-se, é pago uma vez
                        só e
                        > olhe lá. O leitor e o assinante pagam duas vezes: pra ler e pra ter o
                        > arquivo. Pior é que hoje a sociedade é dependente de informação - e
                        o povo
                        > da comunicação está no topo desta pirâmide alimentar. Nossos
                        Sindicatos e
                        > Federações de classe organizarem isso de alguma forma? Nem pensar.
                        Só pensam
                        > é na contribuição mensal/anual/semanal e oferecem uns servicinhos
                        pífios pra
                        > justificar. Costurar acordos que facilitem pesquisas? Nem passou
                        pela cabeça
                        > - está dado, porque pensam com a cabeça de 5 anos atrás: quem está
                        > trabalhando tem fontes, arquivo, suporte.
                        >
                        > Quando a gente está no Globo, no JB, Folha, Estadão, Valor ou Abril tem
                        > mecanismos de busca eficientes dentro das bases de dados próprias,
                        que nos
                        > dão milhares de informações sobre um determinado tema. Quem tenta
                        autonomia,
                        > que rale, recorte ou descubra atalhos pra manter o direito de acesso à
                        > informação. É justo?
                        >
                        > Ai gente, tô de mau humor, desculpem o desabafo.
                        >
                        >
                        >
                        > Lucia Freitas
                        >
                        > http://ladybugbrazil.blogspot.com
                        >
                        > http://puzzlediario.blogspot.com
                        >
                        > _____
                        >
                        > De: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                        > [mailto:jornalistasdaweb@yahoogroups.com] Em nome de Fatima Cardoso
                        > Enviada em: quinta-feira, 30 de novembro de 2006 14:36
                        > Para: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                        > Assunto: [jw] a volta da pilha de jornais
                        >
                        >
                        >
                        > Oi pessoal,
                        >
                        > aproveitando a discussão em torno do Globo Online, se todos fizerem
                        o mesmo,
                        > será a volta da pilha de jornais. Até o meio da década de 90, quem
                        pretendia
                        > guardar uma matéria tinha de recortar, botar em alguma pasta (ou deixar
                        > bagunçado mesmo), armazenar em casa até o papel ficar amarelo e criar
                        > baratas. Leitores do Globo têm de fazer o mesmo, já que é impossível
                        copiar
                        > do Globo digital (eu pelo menos nunca consegui), e nem sempre as
                        matérias
                        > são as mesmas do Globo Online (de onde copio pelo código fonte, o
                        que é uma
                        > chatice).
                        >
                        > Só que eu copio não porque seja gatuna de matérias alheias, mas porque
                        > trabalho com informação, ora bolas, como qualquer jornalista.
                        Mantenho no
                        > computador uma biblioteca capenga (no Word mesmo) de matérias
                        importantes
                        > sobre os assuntos que eu cubro ou que me interessam. Se há um benefício
                        > indiscutível no mundo digital é a possibilidade de arquivar informações
                        > digitalmente, pois não ocupa espaço nem cria barata (os "véios" como
                        eu, que
                        > colecionavam jornais ou revistas, sabem do que estou falando).
                        >
                        > Aí vem uma cabeça iluminada no Globo Digital e proíbe que seus leitores
                        > arquivem as informações. Há sempre a opção de imprimir e guardar a
                        matéria,
                        > mas isso atenta contra minha inteligência. Não venha alguém
                        argumentar que é
                        > só entrar na busca e tal, porque primeiro esse é um serviço pago,
                        segundo é
                        > totalmente diferente do fato de eu montar o meu próprio arquivo.
                        >
                        > Alguém pode me explicar a lógica da tal cabeça iluminada? Ou alguém pode
                        > explicar para a cabeça iluminada que as pessoas talvez queiram
                        armazenar as
                        > informações no seu computador, pois nem todas as notícias são perecíveis
                        > como o peixe? Alguém consegue explicar por que, em um ambiente
                        tecnológico
                        > que me permite receber as informações por meio digital, eu tenha de
                        > arquivá-las em papel? É uma coisa tão ilógica que esbarra na burrice.
                        >
                        > Abraços,
                        > Fátima Cardoso
                        >
                        > ----- Original Message -----
                        > From: alexvpm@ism. <mailto:alexvpm%40ism.com.br> com.br
                        > To: jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                        > yahoogroups.com
                        > Sent: Thursday, November 30, 2006 11:26 AM
                        > Subject: [jw] Re: Os avanços dos sites dos jornais
                        >
                        > E eu já me dou por satisfeito em não ler mais nenhum site que mude "do
                        > vinho para a lama", como o Globo Online. Por incrível que pareça,
                        não está
                        > me fazendo nenhuma falta. Por isso, continuo tendo o site da BBC
                        entre os
                        > meus favoritos, além de manter a assinatura de um jornal impresso
                        > (Estadão).
                        >
                        > Eu não entendo por que esses caras têm a péssima mania de mexer no
                        que já
                        > está bom. Já não bastava o JB Online ter virado aquele Labirinto de
                        Creta
                        > virtual? O resultado acaba sendo esse desastre que o Perret nos
                        mostrou em
                        > relação ao Globo Online.
                        >
                        > > Vcs são mto otimistas. Eu já me dou por satisfeito por não ver nenhum
                        > > projeto "genial" criando a "propaganda política obrigatória na web" ou
                        > > coisas do tipo.
                        >
                        > > ----- Original Message -----
                        > > From: "Raphael Perret" <rperret@gmail.
                        <mailto:rperret%40gmail.com> com>
                        > > To: <jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                        > yahoogroups.com>
                        > > Sent: Wednesday, November 29, 2006 12:15 PM
                        > > Subject: [jw] Os avanços dos sites dos jornais
                        > >
                        > > É comovente estar vivo para assistir à evolução dos sites dos jornais
                        > > impressos.
                        > >
                        > > Peguemos o Globo. No início, ele era transposto quase que
                        integralmente
                        > > para a internet. Cada notícia tinha sua página, em HTML puro,
                        lindo, leve
                        > > e solto. Ler as notícias era muito simples.
                        >
                        > [Non-text portions of this message have been removed]
                        >
                        >
                        >
                        >
                        >
                        > [Non-text portions of this message have been removed]
                        >





                        [Non-text portions of this message have been removed]
                      • Marcelo Sander
                        Quando é que a Editora Abril, por exemplo, vai lançar uma assinatura digital do seu portal para que o leitor veja o conteúdo das revistas sem ter de
                        Message 11 of 19 , Dec 1, 2006
                        • 0 Attachment
                          "Quando é que a Editora Abril, por exemplo, vai lançar uma assinatura
                          digital do seu portal para que o leitor veja o conteúdo das revistas sem ter
                          de assinar a versão impressa de todas elas?"

                          Ei, Fátima. Desculpa a pergunta, mas o Passaporte Abril não dá direito a
                          acessar todo o conteúdo das revistas na web? Não tenho o passaporte e sempre
                          que tento ler alguma matéria em algum site de revista, caio na maldita
                          página solicitando meu passaporte. Por isso a pergunta.

                          Abraço,
                          Marcelo Sander


                          Em 01/12/06, Fatima Cardoso <cardosofatima@...> escreveu:
                          >
                          > Eric e pessoal,
                          >
                          > Eu não sei o que esta discussão tem a ver com espírito hippie. Ninguém
                          > falou em maravilhoso mundo da web, nem em bondade das empresas. Esta
                          > discussão tem a ver com o tema "para que servem as coisas". Para jornalistas
                          > (e mais um monte de profissionais), informação é ferramenta de trabalho. Eu
                          > assino a Folha e o Estado. Pago pelo jornal impresso e tenho acesso a ele na
                          > internet. Quando quero copiar uma matéria para arquivar na minha biblioteca
                          > digital mambembe, faço-o sem problemas. E não guardo jornais velhos.
                          >
                          > O assinante do Globo pode fazer isso? Acho que não. Você já tentou uma
                          > busca no Globo Digital, que é a versão impressa? Acabei de fazer isso. O
                          > sistema diz, hoje, que "a data inicial deve ser á partir de 25/11/2006"
                          > (sim, tem esse acento agudo no "a", para você ver o nível da coisa). A busca
                          > do Globo Online, quando funciona, só traz matérias do Globo Online,
                          > obviamente. Aquele sistema de compra de matérias de arquivo que o Nicolau
                          > descreveu eu não sei onde foi parar.
                          >
                          > Tem coisa que é estratégia de negócio. Tem coisa que é burrice. Tem coisa
                          > que é algum lâmpada ter uma idéia supostamente genial e vender isso para o
                          > chefe que também acha genial, só que não tem nada a ver com o mundo que o
                          > cerca. Se é possível complicar, para que simplificar, não é mesmo?
                          > Conseguiram complicar a leitura do Globo na internet a tal ponto que eu
                          > parei de ler. Só voltei quando colocaram a opção de ler o texto ao lado da
                          > página, sem ter que ficar arrastando aquele fac-símile do jornal para cima e
                          > para baixo. Você pode imaginar a quantidade de reclamações que eles
                          > receberam até oferecer essa opção?
                          >
                          > Se o jornal quer cobrar, cobre. Mas faça a coisa direito. Faça como o New
                          > York Times, por exemplo, que deixa o conteúdo aberto por uma semana. Você
                          > pode copiar qualquer coisa dali. Matérias mais antigas são encontradas pela
                          > busca e cobradas. Entretanto, o jornal fechou o conteúdo daquilo que mais
                          > agrega valor (para usar linguagem de economista), que são as colunas de
                          > gente como Thomas Friedman, Maureen Dowd, Paul Krugman. Esse conteúdo está
                          > no TimesSelect. Assinantes da edição impressa levam o TimesSelect de graça.
                          > Assinantes digitais pagam 50 dólares por ano e têm, além do conteúdo
                          > fechado, acesso ao arquivo. Quando é que a Editora Abril, por exemplo, vai
                          > lançar uma assinatura digital do seu portal para que o leitor veja o
                          > conteúdo das revistas sem ter de assinar a versão impressa de todas elas, e
                          > sem que a Abril tenha de gastar em papel, impressão e distribuição? Tô
                          > esperando há anos.
                          >
                          > Além disso, há o espírito pouco mesquinho. Um exemplo: o NYT publicou por
                          > seis ou sete meses matérias especiais sobre novas fontes de energia. Quando
                          > você acessa uma, tem o link para todas as outras, mesmo as de meses atrás
                          > (que teoricamente seriam cobradas). Só que novas fontes de energia são um
                          > assunto vital para o mundo que sofre as conseqüências do aquecimento global.
                          > Aí o editor tá mais preocupado em divulgar a informação completa (a série
                          > toda de matérias) para quem está interessado no assunto do que nos
                          > caraminguás a mais que o jornal iria ganhar por aquilo. É com atitudes como
                          > essa que se constrói uma marca. Enquanto isso, o Globo, para privilegiar o
                          > produto da Agência, irrita todos os seus leitores supondo que são gatunos.
                          > Tenha dó.
                          >
                          > Abraços,
                          > Fátima
                          >
                          > ----- Original Message -----
                          > From: eric_moreira
                          > To: jornalistasdaweb@yahoogroups.com <jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                          > Sent: Friday, December 01, 2006 10:49 AM
                          > Subject: Re: RES: [jw] a volta da pilha de jornais
                          >
                          > Acho q alguém já comentou aqui na lista sobre a matéria da Folha
                          > falando do espírito hippie que assola a internet.
                          >
                          > Realmente, vendo as discussões aqui na lista, fico impressionado em
                          > quanto estamos acomodados em lidar com o "maravilhoso mundo web" como
                          > se ele não tivesse relação com negócios, dinheiro, capitalismo, etc.
                          >
                          > Criticar o jornal pelas mudanças no site, ok. Afinal, cada usuário
                          > pensa de um jeito, agora ficar clamando uma bondade universal porque
                          > estamos na internet denota falta de maturidade.
                          >
                          > A longo prazo, O Globo pode até estar colocando a corda no pescoço,
                          > mas a estratégia de qualquer empresa de comunicação é vender conteúdo,
                          > seja anunciando, seja cobrando diretamente dos leitores. Sabemos que o
                          > retorno em propaganda na web brasileira ainda não está maduro e por
                          > isso, o leitor é cobrado. O melhor é que a empresa banque pelo leitor
                          > e tente otimizar a propaganda, mas os caras fizeram a escolha mais
                          > rápida.
                          >
                          > A Folha vincula acesso ao UOL e o Estadão também é fechado. Há alguns
                          > meses, alguém postou aqui o que a Cora Ronai tinha apurado dentro do
                          > Globo sobre a cobrança. Eles alegam fazer isso principalmente por
                          > conta de jornais menores que deixam de comprar conteúdo na Agência O
                          > Globo. Se bem me lembro, foi apontado um crescimento de 15% depois da
                          > mudança. Se valeu a pena, se os caras fizeram certo, sinceramente, não
                          > sei. Mas eles queriam essa grana e conseguiram.
                          >
                          > O que não gosto de ver numa lista de profissionais web é esse clima de
                          > Internet Woodstock.
                          >
                          > Abs,
                          > Eric
                          >
                          > --- In jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>,
                          > "Lucia Freitas"
                          > <ltfreitas@...> wrote:
                          > >
                          > > Ninguém conseguiu falar com todas as letras: o arquivo virou "serviço" e
                          > > fonte de renda. Com o nosso trabalho que, lembrem-se, é pago uma vez
                          > só e
                          > > olhe lá. O leitor e o assinante pagam duas vezes: pra ler e pra ter o
                          > > arquivo. Pior é que hoje a sociedade é dependente de informação - e
                          > o povo
                          > > da comunicação está no topo desta pirâmide alimentar. Nossos
                          > Sindicatos e
                          > > Federações de classe organizarem isso de alguma forma? Nem pensar.
                          > Só pensam
                          > > é na contribuição mensal/anual/semanal e oferecem uns servicinhos
                          > pífios pra
                          > > justificar. Costurar acordos que facilitem pesquisas? Nem passou
                          > pela cabeça
                          > > - está dado, porque pensam com a cabeça de 5 anos atrás: quem está
                          > > trabalhando tem fontes, arquivo, suporte.
                          > >
                          > > Quando a gente está no Globo, no JB, Folha, Estadão, Valor ou Abril tem
                          > > mecanismos de busca eficientes dentro das bases de dados próprias,
                          > que nos
                          > > dão milhares de informações sobre um determinado tema. Quem tenta
                          > autonomia,
                          > > que rale, recorte ou descubra atalhos pra manter o direito de acesso à
                          > > informação. É justo?
                          > >
                          > > Ai gente, tô de mau humor, desculpem o desabafo.
                          > >
                          > >
                          > >
                          > > Lucia Freitas
                          > >
                          > > http://ladybugbrazil.blogspot.com
                          > >
                          > > http://puzzlediario.blogspot.com
                          > >
                          > > _____
                          > >
                          > > De: jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                          > > [mailto:jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>]
                          > Em nome de Fatima Cardoso
                          > > Enviada em: quinta-feira, 30 de novembro de 2006 14:36
                          > > Para: jornalistasdaweb@yahoogroups.com<jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                          > > Assunto: [jw] a volta da pilha de jornais
                          > >
                          > >
                          > >
                          > > Oi pessoal,
                          > >
                          > > aproveitando a discussão em torno do Globo Online, se todos fizerem
                          > o mesmo,
                          > > será a volta da pilha de jornais. Até o meio da década de 90, quem
                          > pretendia
                          > > guardar uma matéria tinha de recortar, botar em alguma pasta (ou deixar
                          > > bagunçado mesmo), armazenar em casa até o papel ficar amarelo e criar
                          > > baratas. Leitores do Globo têm de fazer o mesmo, já que é impossível
                          > copiar
                          > > do Globo digital (eu pelo menos nunca consegui), e nem sempre as
                          > matérias
                          > > são as mesmas do Globo Online (de onde copio pelo código fonte, o
                          > que é uma
                          > > chatice).
                          > >
                          > > Só que eu copio não porque seja gatuna de matérias alheias, mas porque
                          > > trabalho com informação, ora bolas, como qualquer jornalista.
                          > Mantenho no
                          > > computador uma biblioteca capenga (no Word mesmo) de matérias
                          > importantes
                          > > sobre os assuntos que eu cubro ou que me interessam. Se há um benefício
                          > > indiscutível no mundo digital é a possibilidade de arquivar informações
                          > > digitalmente, pois não ocupa espaço nem cria barata (os "véios" como
                          > eu, que
                          > > colecionavam jornais ou revistas, sabem do que estou falando).
                          > >
                          > > Aí vem uma cabeça iluminada no Globo Digital e proíbe que seus leitores
                          > > arquivem as informações. Há sempre a opção de imprimir e guardar a
                          > matéria,
                          > > mas isso atenta contra minha inteligência. Não venha alguém
                          > argumentar que é
                          > > só entrar na busca e tal, porque primeiro esse é um serviço pago,
                          > segundo é
                          > > totalmente diferente do fato de eu montar o meu próprio arquivo.
                          > >
                          > > Alguém pode me explicar a lógica da tal cabeça iluminada? Ou alguém pode
                          > > explicar para a cabeça iluminada que as pessoas talvez queiram
                          > armazenar as
                          > > informações no seu computador, pois nem todas as notícias são perecíveis
                          > > como o peixe? Alguém consegue explicar por que, em um ambiente
                          > tecnológico
                          > > que me permite receber as informações por meio digital, eu tenha de
                          > > arquivá-las em papel? É uma coisa tão ilógica que esbarra na burrice.
                          > >
                          > > Abraços,
                          > > Fátima Cardoso
                          > >
                          > > ----- Original Message -----
                          > > From: alexvpm@ism. <mailto:alexvpm% <alexvpm%25>40ism.com.br> com.br
                          > > To: jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                          > > yahoogroups.com
                          > > Sent: Thursday, November 30, 2006 11:26 AM
                          > > Subject: [jw] Re: Os avanços dos sites dos jornais
                          > >
                          > > E eu já me dou por satisfeito em não ler mais nenhum site que mude "do
                          > > vinho para a lama", como o Globo Online. Por incrível que pareça,
                          > não está
                          > > me fazendo nenhuma falta. Por isso, continuo tendo o site da BBC
                          > entre os
                          > > meus favoritos, além de manter a assinatura de um jornal impresso
                          > > (Estadão).
                          > >
                          > > Eu não entendo por que esses caras têm a péssima mania de mexer no
                          > que já
                          > > está bom. Já não bastava o JB Online ter virado aquele Labirinto de
                          > Creta
                          > > virtual? O resultado acaba sendo esse desastre que o Perret nos
                          > mostrou em
                          > > relação ao Globo Online.
                          > >
                          > > > Vcs são mto otimistas. Eu já me dou por satisfeito por não ver nenhum
                          > > > projeto "genial" criando a "propaganda política obrigatória na web" ou
                          > > > coisas do tipo.
                          > >
                          > > > ----- Original Message -----
                          > > > From: "Raphael Perret" <rperret@gmail.
                          > <mailto:rperret% <rperret%25>40gmail.com> com>
                          > > > To: <jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                          > > yahoogroups.com>
                          > > > Sent: Wednesday, November 29, 2006 12:15 PM
                          > > > Subject: [jw] Os avanços dos sites dos jornais
                          > > >
                          > > > É comovente estar vivo para assistir à evolução dos sites dos jornais
                          > > > impressos.
                          > > >
                          > > > Peguemos o Globo. No início, ele era transposto quase que
                          > integralmente
                          > > > para a internet. Cada notícia tinha sua página, em HTML puro,
                          > lindo, leve
                          > > > e solto. Ler as notícias era muito simples.
                          > >
                          > > [Non-text portions of this message have been removed]
                          > >
                          > >
                          > >
                          > >
                          > >
                          > > [Non-text portions of this message have been removed]
                          > >
                          >
                          > [Non-text portions of this message have been removed]
                          >
                          >
                          >


                          [Non-text portions of this message have been removed]
                        • Lucia Freitas
                          Assino embaixo de cada raciocínio da Fátima. E pergunto mais: o modelo de negócios de permitir assinatura digital de conteúdos não é fonte de renda?
                          Message 12 of 19 , Dec 1, 2006
                          • 0 Attachment
                            Assino embaixo de cada raciocínio da Fátima. E pergunto mais: o modelo de
                            negócios de permitir assinatura digital de conteúdos não é fonte de renda?
                            Claro que é! E permite conquistar leitores que jamais teriam acesso ao
                            veículo impresso. Num país de dimensões continentais como o nosso e
                            distribuição pra lá de precária, os meios impressos só têm a ganhar na web.





                            Lucia Freitas

                            http://ladybugbrazil.blogspot.com

                            http://puzzlediario.blogspot.com

                            _____

                            De: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                            [mailto:jornalistasdaweb@yahoogroups.com] Em nome de Fatima Cardoso
                            Enviada em: sexta-feira, 1 de dezembro de 2006 22:08
                            Para: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                            Assunto: Re: RES: [jw] a volta da pilha de jornais



                            Eric e pessoal,

                            Eu não sei o que esta discussão tem a ver com espírito hippie. Ninguém falou
                            em maravilhoso mundo da web, nem em bondade das empresas. Esta discussão tem
                            a ver com o tema "para que servem as coisas". Para jornalistas (e mais um
                            monte de profissionais), informação é ferramenta de trabalho. Eu assino a
                            Folha e o Estado. Pago pelo jornal impresso e tenho acesso a ele na
                            internet. Quando quero copiar uma matéria para arquivar na minha biblioteca
                            digital mambembe, faço-o sem problemas. E não guardo jornais velhos.

                            O assinante do Globo pode fazer isso? Acho que não. Você já tentou uma busca
                            no Globo Digital, que é a versão impressa? Acabei de fazer isso. O sistema
                            diz, hoje, que "a data inicial deve ser á partir de 25/11/2006" (sim, tem
                            esse acento agudo no "a", para você ver o nível da coisa). A busca do Globo
                            Online, quando funciona, só traz matérias do Globo Online, obviamente.
                            Aquele sistema de compra de matérias de arquivo que o Nicolau descreveu eu
                            não sei onde foi parar.

                            Tem coisa que é estratégia de negócio. Tem coisa que é burrice. Tem coisa
                            que é algum lâmpada ter uma idéia supostamente genial e vender isso para o
                            chefe que também acha genial, só que não tem nada a ver com o mundo que o
                            cerca. Se é possível complicar, para que simplificar, não é mesmo?
                            Conseguiram complicar a leitura do Globo na internet a tal ponto que eu
                            parei de ler. Só voltei quando colocaram a opção de ler o texto ao lado da
                            página, sem ter que ficar arrastando aquele fac-símile do jornal para cima e
                            para baixo. Você pode imaginar a quantidade de reclamações que eles
                            receberam até oferecer essa opção?

                            Se o jornal quer cobrar, cobre. Mas faça a coisa direito. Faça como o New
                            York Times, por exemplo, que deixa o conteúdo aberto por uma semana. Você
                            pode copiar qualquer coisa dali. Matérias mais antigas são encontradas pela
                            busca e cobradas. Entretanto, o jornal fechou o conteúdo daquilo que mais
                            agrega valor (para usar linguagem de economista), que são as colunas de
                            gente como Thomas Friedman, Maureen Dowd, Paul Krugman. Esse conteúdo está
                            no TimesSelect. Assinantes da edição impressa levam o TimesSelect de graça.
                            Assinantes digitais pagam 50 dólares por ano e têm, além do conteúdo
                            fechado, acesso ao arquivo. Quando é que a Editora Abril, por exemplo, vai
                            lançar uma assinatura digital do seu portal para que o leitor veja o
                            conteúdo das revistas sem ter de assinar a versão impressa de todas elas, e
                            sem que a Abril tenha de gastar em papel, impressão e distribuição? Tô
                            esperando há anos.

                            Além disso, há o espírito pouco mesquinho. Um exemplo: o NYT publicou por
                            seis ou sete meses matérias especiais sobre novas fontes de energia. Quando
                            você acessa uma, tem o link para todas as outras, mesmo as de meses atrás
                            (que teoricamente seriam cobradas). Só que novas fontes de energia são um
                            assunto vital para o mundo que sofre as conseqüências do aquecimento global.
                            Aí o editor tá mais preocupado em divulgar a informação completa (a série
                            toda de matérias) para quem está interessado no assunto do que nos
                            caraminguás a mais que o jornal iria ganhar por aquilo. É com atitudes como
                            essa que se constrói uma marca. Enquanto isso, o Globo, para privilegiar o
                            produto da Agência, irrita todos os seus leitores supondo que são gatunos.
                            Tenha dó.

                            Abraços,
                            Fátima

                            ----- Original Message -----
                            From: eric_moreira
                            To: jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                            yahoogroups.com
                            Sent: Friday, December 01, 2006 10:49 AM
                            Subject: Re: RES: [jw] a volta da pilha de jornais

                            Acho q alguém já comentou aqui na lista sobre a matéria da Folha
                            falando do espírito hippie que assola a internet.

                            Realmente, vendo as discussões aqui na lista, fico impressionado em
                            quanto estamos acomodados em lidar com o "maravilhoso mundo web" como
                            se ele não tivesse relação com negócios, dinheiro, capitalismo, etc.

                            Criticar o jornal pelas mudanças no site, ok. Afinal, cada usuário
                            pensa de um jeito, agora ficar clamando uma bondade universal porque
                            estamos na internet denota falta de maturidade.

                            A longo prazo, O Globo pode até estar colocando a corda no pescoço,
                            mas a estratégia de qualquer empresa de comunicação é vender conteúdo,
                            seja anunciando, seja cobrando diretamente dos leitores. Sabemos que o
                            retorno em propaganda na web brasileira ainda não está maduro e por
                            isso, o leitor é cobrado. O melhor é que a empresa banque pelo leitor
                            e tente otimizar a propaganda, mas os caras fizeram a escolha mais
                            rápida.

                            A Folha vincula acesso ao UOL e o Estadão também é fechado. Há alguns
                            meses, alguém postou aqui o que a Cora Ronai tinha apurado dentro do
                            Globo sobre a cobrança. Eles alegam fazer isso principalmente por
                            conta de jornais menores que deixam de comprar conteúdo na Agência O
                            Globo. Se bem me lembro, foi apontado um crescimento de 15% depois da
                            mudança. Se valeu a pena, se os caras fizeram certo, sinceramente, não
                            sei. Mas eles queriam essa grana e conseguiram.

                            O que não gosto de ver numa lista de profissionais web é esse clima de
                            Internet Woodstock.

                            Abs,
                            Eric

                            --- In jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                            yahoogroups.com, "Lucia Freitas"
                            <ltfreitas@...> wrote:
                            >
                            > Ninguém conseguiu falar com todas as letras: o arquivo virou "serviço" e
                            > fonte de renda. Com o nosso trabalho que, lembrem-se, é pago uma vez
                            só e
                            > olhe lá. O leitor e o assinante pagam duas vezes: pra ler e pra ter o
                            > arquivo. Pior é que hoje a sociedade é dependente de informação - e
                            o povo
                            > da comunicação está no topo desta pirâmide alimentar. Nossos
                            Sindicatos e
                            > Federações de classe organizarem isso de alguma forma? Nem pensar.
                            Só pensam
                            > é na contribuição mensal/anual/semanal e oferecem uns servicinhos
                            pífios pra
                            > justificar. Costurar acordos que facilitem pesquisas? Nem passou
                            pela cabeça
                            > - está dado, porque pensam com a cabeça de 5 anos atrás: quem está
                            > trabalhando tem fontes, arquivo, suporte.
                            >
                            > Quando a gente está no Globo, no JB, Folha, Estadão, Valor ou Abril tem
                            > mecanismos de busca eficientes dentro das bases de dados próprias,
                            que nos
                            > dão milhares de informações sobre um determinado tema. Quem tenta
                            autonomia,
                            > que rale, recorte ou descubra atalhos pra manter o direito de acesso à
                            > informação. É justo?
                            >
                            > Ai gente, tô de mau humor, desculpem o desabafo.
                            >
                            >
                            >
                            > Lucia Freitas
                            >
                            > http://ladybugbrazi <http://ladybugbrazil.blogspot.com> l.blogspot.com
                            >
                            > http://puzzlediario <http://puzzlediario.blogspot.com> .blogspot.com
                            >
                            > _____
                            >
                            > De: jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                            yahoogroups.com
                            > [mailto:jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                            yahoogroups.com] Em nome de Fatima Cardoso
                            > Enviada em: quinta-feira, 30 de novembro de 2006 14:36
                            > Para: jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                            yahoogroups.com
                            > Assunto: [jw] a volta da pilha de jornais
                            >
                            >
                            >
                            > Oi pessoal,
                            >
                            > aproveitando a discussão em torno do Globo Online, se todos fizerem
                            o mesmo,
                            > será a volta da pilha de jornais. Até o meio da década de 90, quem
                            pretendia
                            > guardar uma matéria tinha de recortar, botar em alguma pasta (ou deixar
                            > bagunçado mesmo), armazenar em casa até o papel ficar amarelo e criar
                            > baratas. Leitores do Globo têm de fazer o mesmo, já que é impossível
                            copiar
                            > do Globo digital (eu pelo menos nunca consegui), e nem sempre as
                            matérias
                            > são as mesmas do Globo Online (de onde copio pelo código fonte, o
                            que é uma
                            > chatice).
                            >
                            > Só que eu copio não porque seja gatuna de matérias alheias, mas porque
                            > trabalho com informação, ora bolas, como qualquer jornalista.
                            Mantenho no
                            > computador uma biblioteca capenga (no Word mesmo) de matérias
                            importantes
                            > sobre os assuntos que eu cubro ou que me interessam. Se há um benefício
                            > indiscutível no mundo digital é a possibilidade de arquivar informações
                            > digitalmente, pois não ocupa espaço nem cria barata (os "véios" como
                            eu, que
                            > colecionavam jornais ou revistas, sabem do que estou falando).
                            >
                            > Aí vem uma cabeça iluminada no Globo Digital e proíbe que seus leitores
                            > arquivem as informações. Há sempre a opção de imprimir e guardar a
                            matéria,
                            > mas isso atenta contra minha inteligência. Não venha alguém
                            argumentar que é
                            > só entrar na busca e tal, porque primeiro esse é um serviço pago,
                            segundo é
                            > totalmente diferente do fato de eu montar o meu próprio arquivo.
                            >
                            > Alguém pode me explicar a lógica da tal cabeça iluminada? Ou alguém pode
                            > explicar para a cabeça iluminada que as pessoas talvez queiram
                            armazenar as
                            > informações no seu computador, pois nem todas as notícias são perecíveis
                            > como o peixe? Alguém consegue explicar por que, em um ambiente
                            tecnológico
                            > que me permite receber as informações por meio digital, eu tenha de
                            > arquivá-las em papel? É uma coisa tão ilógica que esbarra na burrice.
                            >
                            > Abraços,
                            > Fátima Cardoso
                            >
                            > ----- Original Message -----
                            > From: alexvpm@ism. <mailto:alexvpm%40ism.com.br> com.br
                            > To: jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                            > yahoogroups.com
                            > Sent: Thursday, November 30, 2006 11:26 AM
                            > Subject: [jw] Re: Os avanços dos sites dos jornais
                            >
                            > E eu já me dou por satisfeito em não ler mais nenhum site que mude "do
                            > vinho para a lama", como o Globo Online. Por incrível que pareça,
                            não está
                            > me fazendo nenhuma falta. Por isso, continuo tendo o site da BBC
                            entre os
                            > meus favoritos, além de manter a assinatura de um jornal impresso
                            > (Estadão).
                            >
                            > Eu não entendo por que esses caras têm a péssima mania de mexer no
                            que já
                            > está bom. Já não bastava o JB Online ter virado aquele Labirinto de
                            Creta
                            > virtual? O resultado acaba sendo esse desastre que o Perret nos
                            mostrou em
                            > relação ao Globo Online.
                            >
                            > > Vcs são mto otimistas. Eu já me dou por satisfeito por não ver nenhum
                            > > projeto "genial" criando a "propaganda política obrigatória na web" ou
                            > > coisas do tipo.
                            >
                            > > ----- Original Message -----
                            > > From: "Raphael Perret" <rperret@gmail.
                            <mailto:rperret%40gmail.com> com>
                            > > To: <jornalistasdaweb@ <mailto:jornalistasdaweb%40yahoogroups.com>
                            > yahoogroups.com>
                            > > Sent: Wednesday, November 29, 2006 12:15 PM
                            > > Subject: [jw] Os avanços dos sites dos jornais
                            > >
                            > > É comovente estar vivo para assistir à evolução dos sites dos jornais
                            > > impressos.
                            > >
                            > > Peguemos o Globo. No início, ele era transposto quase que
                            integralmente
                            > > para a internet. Cada notícia tinha sua página, em HTML puro,
                            lindo, leve
                            > > e solto. Ler as notícias era muito simples.
                            >
                            > [Non-text portions of this message have been removed]
                            >
                            >
                            >
                            >
                            >
                            > [Non-text portions of this message have been removed]
                            >

                            [Non-text portions of this message have been removed]





                            [Non-text portions of this message have been removed]
                          • José Antonio
                            ... Tem gente que pega o código folheando a revista na banca e depois acessa em casa pela Web. Não sei porque alguém faria isso (ler a Veja), mas... A lista
                            Message 13 of 19 , Dec 3, 2006
                            • 0 Attachment
                              On 12/1/06, Marcelo Sander <mbsander@...> wrote:
                              >
                              > "Quando é que a Editora Abril, por exemplo, vai lançar uma assinatura
                              > digital do seu portal para que o leitor veja o conteúdo das revistas sem ter
                              > de assinar a versão impressa de todas elas?"
                              >
                              > Ei, Fátima. Desculpa a pergunta, mas o Passaporte Abril não dá direito a
                              > acessar todo o conteúdo das revistas na web? Não tenho o passaporte e sempre
                              > que tento ler alguma matéria em algum site de revista, caio na maldita
                              > página solicitando meu passaporte. Por isso a pergunta.
                              >
                              > Abraço,
                              > Marcelo Sander

                              Tem gente que pega o código folheando a revista na banca e depois
                              acessa em casa pela Web. Não sei porque alguém faria isso (ler a
                              Veja), mas...

                              A lista de discussão "Cegos" <cegos@...>, que eu assino para
                              aprender usabilidade e necessidades especiais, semanalmente coloca
                              posts com matérias das revistas semanais, para todos ouvirem.

                              --
                              nome: "José Antonio Meira da Rocha" tratamento: "Prof. MS."
                              atividade: "Consultoria e treinamento em mídia impressa e online"
                              googletalk: email: joseantoniorocha@...
                              site: http://meiradarocha.jor.br ICQ: 658222 Skype: "meiradarocha_jor"
                            • Fatima Cardoso
                              Boa pergunta sobre o Passaporte Abril. Não sei, porque aquilo NUNCA funciona. Já tentei me cadastrar um milhão de vezes e não consegui. Só consigo ver o
                              Message 14 of 19 , Dec 3, 2006
                              • 0 Attachment
                                Boa pergunta sobre o Passaporte Abril. Não sei, porque aquilo NUNCA funciona. Já tentei me cadastrar um milhão de vezes e não consegui. Só consigo ver o site da Veja porque entrei com o código de assinante. E tem sempre o truque de pegar a senha nas revistas em banca...

                                Se alguém já conseguiu utilizar o Passaporte Abril, avise. Eu também gostaria de saber como -- e se -- funciona.

                                Abraços,
                                Fátima


                                ----- Original Message -----
                                From: José Antonio
                                To: jornalistasdaweb@yahoogroups.com
                                Sent: Sunday, December 03, 2006 1:47 PM
                                Subject: Re: RES: [jw] a volta da pilha de jornais


                                On 12/1/06, Marcelo Sander <mbsander@...> wrote:
                                >
                                > "Quando é que a Editora Abril, por exemplo, vai lançar uma assinatura
                                > digital do seu portal para que o leitor veja o conteúdo das revistas sem ter
                                > de assinar a versão impressa de todas elas?"
                                >
                                > Ei, Fátima. Desculpa a pergunta, mas o Passaporte Abril não dá direito a
                                > acessar todo o conteúdo das revistas na web? Não tenho o passaporte e sempre
                                > que tento ler alguma matéria em algum site de revista, caio na maldita
                                > página solicitando meu passaporte. Por isso a pergunta.
                                >
                                > Abraço,
                                > Marcelo Sander

                                Tem gente que pega o código folheando a revista na banca e depois
                                acessa em casa pela Web. Não sei porque alguém faria isso (ler a
                                Veja), mas...

                                A lista de discussão "Cegos" <cegos@...>, que eu assino para
                                aprender usabilidade e necessidades especiais, semanalmente coloca
                                posts com matérias das revistas semanais, para todos ouvirem.

                                --
                                nome: "José Antonio Meira da Rocha" tratamento: "Prof. MS."
                                atividade: "Consultoria e treinamento em mídia impressa e online"
                                googletalk: email: joseantoniorocha@...
                                site: http://meiradarocha.jor.br ICQ: 658222 Skype: "meiradarocha_jor"




                                [Non-text portions of this message have been removed]
                              Your message has been successfully submitted and would be delivered to recipients shortly.