Loading ...
Sorry, an error occurred while loading the content.

2654Escola Internacional de Yoga

Expand Messages
  • international yoga federation
    Jul 17, 2014
    • 0 Attachment
      Foi Swami Asuri Kapila o pioneiro a ensinar o yoga integral no Brasil, com base no maha yoga, que aprendeu junto à seu mestre Ramana Maharish durante 10 anos em Arunachala, assim como o yoga integral de Sri Aurobindo e o Yoga da Síntese de Sri Sivananda. 
      A família de Asuri era francesa e italiana. Foi introduzido no yoga graças a Constant Kerneiz (Felix Guyot).
      Swami Asuri Kapila, nasceu em Paris, França em 1901. Foi amigo de Lucien Ferrer fundador da Escola Ocidental de Yoga da França e de Swami Sevananda (Leo Masqueville) fundador da Suddha Dharma Mandalam e da Orden dos Sarva Swamis, (ambos também nascidos na França em 1901), a quem Swami Asuri Kapila incentivou, a partir de 1936, a fundar centros de yoga e a ensinar o yoga na França, Uruguai e no Brasil, respectivamente, pois nesta época ainda não existiam cursos de formação em yoga no mundo. Naquela época aprendia-se yoga com os Mestres que estavam reclusos em cavernas nas proximidades dos Himalaias, na Índia.
      Foi fundada em junho de 1941, a Escola Brasileira de Yoga, em Porto Alegre, abrindo as portas para a formação de yoga no Brasil.
       
      Em sua juventude, viajou até Pondicherry, na época uma colônia francesa da India, onde se encontrou pessoalmente com Sri Aurobindo, com quem criou laços de amizade e com a francesa Mirra Richard, conhecida como “A Mãe”, e que foi sucessora de Aurobindo. Swami Asuri Kapila ficou impressionado com toda a filosofia do yoga integral ou purna yoga de Aurobindo, não só pela mudança interna que representou para si, mas também pela mudança social proposta. Foi nessa altura, que aderiu a filosofia de Aurobindo como parte filosófica de seu método de yoga, já que o Yoga de Sri Aurobindo não dispunha da parte prática, apenas teórica/filosófica. 
      Foi em Arunachala que conheceu Ramana Maharshi, com quem partilhou vários anos da sua vida, juntamente com Swami Annamalai, praticando o Maha Yoga, que descende do Shiva Yoga, o Yoga mais ancestral existente hoje através de nossa linhagem.
      No Sul do país conheceu pessoalmente Shankaracharya de Sringeri e o líder budista Anarika Dhamapala, fundador de Maha Bodhi Society. 
      Foi Shankaracharya quem, anos mais tarde, o reconheceu como Swami (mestre de si mesmo). Swami Asuri Kapila viajou para o Norte da Índia, o Nepal e o Tibete, onde estudou o Shaivismo da Kashmira, com Swami Vidyadhar, que o nomeou Swami Shivaita Kashmir, e Budismo Tântrico (Vajrayana), com o Lama Dorje, ingressando na Ordem dos Dharmacharis.
      Nos Himalaias, conheceu Swami Viswananda Saraswati (mestre de Swami Sivananda), de quem recebeu a bênção espiritual (diksha guru).
       
      Em 1932, fundou, com a bênção de Ramana Maharshi, a Escola Internacional de Yoga e a Escola Francesa de Yoga, e por causa da segunda guerra mundial, transfere, em 1934, a sede da Escola Internacional de Yoga para Punta del Este e Montevideu, no Uruguai, começa a lecionar o yoga para o Ocidente. 
      Em 1935, começaram a ser lecionados cursos de formação de yoga, yogaterapia, ayurveda, samkhya, vedanta e budismo.
      Em 1938, a escola passa a chamar-se Universidade Livre de Yoga de Uruguai.

      Juntaram- se Yogacharini Padma, Yogacharini Lakshmi, Yogacharya Vayuananda, Dr. Orestes Bernardi, Dharmacharini Upasika, SwamiSevananda, Swamini Sadhananda e Swami Sarvananda. Entretanto, Swami Asuri Kapila fundou o Ramana Ashram e a Maha Bodhi Shanga, em Montevideu.
      Tornaram_se membros honorários da Escola Internacional de Yoga: Sri Aurobindo, Mirra Richard, Swami Sivananda, Swami Annamalai, Swami Vishwananda, Anagarika Dhamapala, Lama Dorje, Swami Sevananda, Lucien Ferrer, entre outros.
      Ramana Maharshi foi o primeiro presidente honorário da Escola Internacional de Yoga e do Ramana Ashram de Uruguai, que era dirigido pessoalmente por Swami Asuri Kapila.
       

       
       
      Swami Asuri Kapila viajou para a Argentina e o Brasil para formar discípulos e ensinar cursos na Sociedade Teosófica. A Escola Internacional de Yoga foi pioneira a dar cursos de formação de professores de yoga no Ocidente, e Swami Asuri formou os primeiros mestres e professores de yoga da América do Sul.
      Entusiasmado pela escola de Swami Asuri Kapila e pelos seus cursos de formação na América do Sul, o seu amigo Lucien Ferrer, um aluno de Kerneiz, fundou, em 1950, em Paris, a Academia Ocidental de Yoga (Académie Occidentale de Yoga).
      Swami Asuri Kapila foi mestre de yoga de Swami Sevananda (director e fundador do Suddha Dharma Mandalam do Uruguai e da Argentina), assim como de Swami Sadhana e Swami Sarvananda, que fundaram, posteriormente, em 1953, um ashramem Resende, no Rio de Janeiro, e a Ordem dos Sarva Swamis.
      Em 1955, deixou o seu corpo físico no Uruguai. Os ensinamentos do mestre foram transmitidos pelos seus discípulos diretos Yogacharini Padma, Yogacharini Lakshmi, Dharmacharini Upasika e Viasa. Estes divulgaram os ensinamentos no Uruguai.  Enquanto o discípulo directo Yogacharya Vayuananda fez na Argentina, emigrando depois para o Brasil.
      Vayuananda fundou sua Academia de Yoga em Copacabana, no Rio de Janeiro, Brasil a partir de 1962.
       
       
      A partir de 1963, formaram-se os principais mestres de yoga do Brasil, tendo sido constituída a Associação Brasileira de Professores de Yoga e da Federação de Yoga do Brasil.
      Em 1986, Dharmachari Swami Maitreyananda, então presidente da Associação Uruguaia de Yoga, levou a cabo a reestruturação da Escola Internacional de Yoga no Uruguai e na Argentina, assim como a estrutura da Federação Internacional de Yoga, União Latino Americana de Yoga e da futura Federação Argentina de Yoga, conjuntamente com Gerard Blitz, líder representante da União Europeia de Yoga.

      Em Dezembro de 1986, no Rio de Janeiro, Sri Vayuananda (Yogacharya Carlos Oviedo Trotta) foi nomeado presidente honorário da Escola Internacional de Yoga de Swami Asuri Kapila e Swami Maitreyananda.
      Em 1987, pouco antes de presidir ao primeiro Congresso Latino-Americano de Yoga, no Uruguai, Sri Vayuananda deixou o seu corpo físico. 
       
      Em 1989, Swami Maitreyananda sucessor de Swami Asuri Kapila presidiu, com Swami Sarvanada e Swami Gurpriyananda, o Congresso Mundial de Yoga no Salão Azul do Palácio do Governo da Cidade de Montevideu, recebendo o título de Sarva Swami por parte de Swami Sarvananda e de Swami por parte de Yogavatar Krishna Kisore Das, do Conselho Mundial de Yoga de India
      Mataji Indra Devi solicitou a Swami Maitreyananda que formasse professores de yoga na sua fundação, em Buenos Aires, a Fundação Indra Devi, e Maria Helena Schmidt, no Brasil.
      A Escola Internacional de Yoga do Uruguai estabeleceu-se na Argentina e Brasil, tendo sido criadas associações nacionais de yoga nos dois países. Foi fundada a Federação Argentina de Yoga, Chile, Perú, México, Venezuela, Colombia, para se começar a dar formação e institucionalizar o yoga na Argentina e na América do Sul.
      A escola estabeleceu as suas delegações na Índia (Ásia), na Europa e na América, tendo abrangido várias cidades e países.
      Dharmachari 
      Swami Maitreyananda foi eleito presidente da Federação Internacional de Yoga, em 1988-1989, 2002-2005 e 2014 -2018, Patron da Yoga Federation of India, Confederação de Yoga da Índia e Indian Yoga Society, e também o sucessor de Yogavatar Krishna Kisore Das, até então presidente de seu Conselho Mundial de Yoga.
       
      Dharmachari Swami Maitreyananda  formou a maioria dos yogacharyas (mestres genuínos de yoga) e representantes do yoga atual, bem como vários formadores de professores de yoga de todo o mundo. Swami formou milhares de masters, professores e instrutores de yoga. A escola já formou mais de 15 mil professores nos seus 75 anos de existência, número que se multiplica a cada ano, por todo o mundo (dados da FIY).
      Dharmachari Maitreyananda deixou de formar instrutores de yoga em 2003, ficando essa tarefa a cargo dos novos grnd masters, yogacharyas e mestres de yoga.